Transporte passa a ser item com mais peso na inflação a partir de 2020

Publicado em: 11 de outubro de 2019

Novos índices considerados para indicador de inflação incluem transporte por aplicativo e integração. Foto: Divulgação.

Segundo o IBGE, grupo responderá por 20,8% do IPCA

JESSICA MARQUES

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou, em nota, que o grupo Transportes vai se tornar o principal componente do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) a partir de janeiro de 2020, respondendo por 20,8% do indicador.

É a primeira vez que este grupamento supera Alimentação e Bebidas, que agora participa com aproximadamente 19% da taxa, conforme informado pelo IBGE.

Com 377 produtos e serviços, a nova estrutura de ponderação do IPCA, baseada nos resultados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018, vai ser incorporada a partir dos resultados de janeiro de 2020.

Transporte por aplicativo, integração transporte público, serviços de streaming e combo de telefonia, internet e TV por assinatura são alguns dos 56 novos subitens que compõem a cesta.

Mesmo se tornando o principal componente do IPCA, o grupo Transportes perde participação em relação à atual estrutura de ponderação do índice, passando de aproximadamente 22,0% para 20,8%.

Houve redução no peso do item Transporte público, que passa de 4,50% para 3,16%. Adicionalmente, foram incorporados os subitens Integração transporte público (0,07%) e Transporte por aplicativo (0,21%).

Entre as 16 áreas que compõem o índice, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro foi a que mais perdeu participação na nova estrutura, passando de 12,06% para 9,41%. São Paulo (de 30,67% para 32,32%) e Brasília (de 2,80% para 4,09%) foram as que mais ganharam participação.

Confira os índices de participação, por grupo, segundo o IBGE:

IPCA POF 08/09 POF 17/18
Alimentação e bebidas 22,0828 18,9880
Habitação 14,2752 15,1593
Artigos de residência 5,4323 4,0215
Vestuário 6,2289 4,8010
Transportes 21,9527 20,8377
Saúde e cuidados pessoais 11,0797 13,4575
Despesas pessoais 9,1933 10,5972
Educação 4,1811 5,9519
Comunicação 5,5740 6,1859

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta