Mascarello e Mercedes-Benz exportam ônibus rodoviários para o Haiti

Ônibus serão entregues em outubro. Foto: Divulgação.

Foram vendidas quatro unidades do Roma M4 com chassi OF-1730

JESSICA MARQUES

A Mascarello e a Mercedes-Benz exportaram quatro unidades do ônibus rodoviário Roma M4 para atuar em fretamento no Haiti. A venda foi feita por meio da concessionária Behrmann Motors (Les Moteurs Reunis S.A.).

O modelo, com comprimento de 12,5m e capacidade transportar 48 passageiros sentados está acoplado ao chassi Mercedes-Benz OF-1730.O Mascarello Roma M4 é um ônibus rodoviário para médias e longas distâncias.

Segundo a encarroçadora, o veículo foi projetado para facilitar a manutenção e garantir mais durabilidade. Os veículos vêm com espelhos retrovisores carenados e vidros colados.

O modelo dispõe de opcionais do segmento rodoviário, como itinerário, ar-condicionado, iluminação interna com luz indireta, porta foco com carregador USB, parede de separação com isolamento acústico total, Wi-Fi, sistema multimídia, bagageiro central passante, segundo informações da Mascarello.

O Roma M4 é sinônimo de conforto e segurança para o transporte rodoviário e fretamento”, informou a encarroçadora em nota ao Diário do Transporte.

5780d591-1e04-48f4-b6f8-b2878f999220.jpg

Veículos são para a empresa Dieu Qui Decide. Foto: Divulgação.

Os quatro veículos para fretamento  vão operar na cidade de Porto Príncipe no transporte de empregados da empresa “Dieu Qui Decide”. A previsão de serem entregues ao cliente é para meados de outubro, com início de operação previsto para novembro.

“Para a marca Mercedes-Benz, retomar as negociações com o Haiti após um longo período de 40 anos, tem grande representatividade e é uma satisfação fornecer ônibus brasileiros da nossa marca para ampliar a frota deste cliente e fazer parte deste marco na história do Haiti no transporte de passageiros”, afirmou Marcio Querichelli, diretor do Regional Center Daimler Latina Caminhões e Ônibus, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta