Atende+ recebe três prêmios Marca Brasil como melhor entidade de reabilitação de pessoas com deficiência

Publicado em: 19 de setembro de 2019

Prêmio é recebido pelo Atende+ pela oitava vez. Foto: Divulgação / SPTrans.

Serviço de atendimento porta a porta opera com vans, de forma gratuita

JESSICA MARQUES

O Serviço de Atendimento Especial da capital paulista, Atende+, gerenciado pela SPTrans, recebeu pela oitava vez consecutiva o Prêmio Marca Brasil, como reconhecimento pela sua qualidade como entidade do setor de reabilitação de pessoas com deficiência.

O Atende+ é uma modalidade de transporte que opera no sistema porta a porta, de forma gratuita a seus usuários. O serviço é destinado às pessoas com autismo, surdocegueira ou deficiência física severa.

A cerimônia de entrega da 20ª edição ocorreu nesta semana e possui dez categorias, incluindo “Reabilitação de pessoas com deficiências” na qual o Atende+ disputou. As votações foram até 31 de maio.

Além de receber a edição anual do prêmio, o Atende+ também foi homenageado com o Prêmio Top Absolute, por ter vencido todas as edições da sua categoria, desde que ela foi instituída em 2012, além do prêmio Top Max, por vencer sua categoria oito vezes. Os prêmios foram oferecidos pela Revista Reação.

Os vencedores em cada categoria são escolhidos por meio de votação, no site do Prêmio, no qual o público digita espontaneamente a entidade que escolhe como a melhor do seu setor. Não há uma lista de indicados, o que reforça a abrangência e importância da marca Atende+ entre os serviços de reabilitação existentes no país.

A SPTrans foi representada pelo diretor de Operações, Wagner Chagas,e pelo superintendente de Engenharia Veicular e Mobilidade Especial, Simão Saura Neto.

“A SPTrans agradece e se sente honrada em receber esse prêmio porque as pessoas que utilizam o serviço Atende+ é que nos elegeram como o melhor do segmento. O Atende+ tem uma equipe dedicada a oferecer um serviço de qualidade para pessoas que tanto precisam”, afirmou Chagas, em nota.

COMO SOLICITAR

Para ter acesso ao transporte, o interessado deve ligar de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, para o número 156 da Prefeitura de São Paulo ou procurar os postos de atendimento nas Prefeituras Regionais.

É necessário baixar uma ficha de avaliação médica, que deve ser preenchida pelo responsável pelo tratamento do passageiro. O link é: http://www.sptrans.com.br/passageiros_especiais/atende_inscricao.aspx

O serviço opera todos os dias da semana das 7h às 20h, somente para passageiros cadastrados. Há uma programação pré-agendada de viagens.

O Atende também oferece atendimentos nos fins de semana para levar as pessoas com deficiência a eventos de lazer, esporte e cultura. Neste caso, são as instituições que trabalham com pessoas com deficiência que devem fazer a solicitação do transporte, com, no mínimo, uma semana de antecedência.

Criado em 1996, o Serviço de Atendimento Especial – Atende é considerado referência em transportes na capital paulista, apesar de ainda haver uma demanda superior à oferta.

O Atende hoje possui quase 400 vans e 100 táxis adaptados que pegam as pessoas com limitação severa de mobilidade na origem e as levam até o destino.

Leia também: https://diariodotransporte.com.br/2018/04/21/atende-reune-historias-de-vida-e-superacao/

HISTÓRICO

Além do Marca Brasil, o Atende+ recebeu o IX Troféu Sérgio Del Grande, em 2013, e a Salva de Prata da Câmara Municipal de São Paulo, em 2016. Tantas premiações reconhecem o serviço de qualidade oferecido há 23 anos.

A última pesquisa de satisfação realizada em 2018 pela SPTrans mostra que o serviço foi aprovado por 99,6% do público entrevistado.

Em 1996, primeiro ano de atividade, o serviço contabilizou 3.247 atendimentos a pessoas com deficiência. Em 2018, a quantidade chegou a 873.813, sem considerar outros 575.983 efetuados aos acompanhantes dessas pessoas.

O serviço que começou com 35 vans e hoje opera com 450 e chegará ao número de 540 veículos com a nova licitação.

A frota ganhou nova identificação visual e o serviço, maior qualidade em seu conforto e segurança, com a colocação de ar condicionado e concepção de layouts específicos.O transporte atingiu a marca de 1,9 milhão de quilômetros rodados por mês.

São cerca de 1.500 motoristas, 59 funcionários no cadastro dos usuários e 24 postos de atendimento. Além disso, outras áreas da SPTrans são envolvidas indiretamente com o serviço, como inspeção de frota, projetos de adaptação de veículos, cadastro de frota, informática e fiscalização.

Para ingressar no serviço, os operadores passam por curso teórico e prático, bem como treinamentos periódicos sobre conduta, bom atendimento ao público, normas do serviço e manual de operação, segundo a SPTrans.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta