Comissão sobre Mobilidade Urbana debate transporte por ônibus e BRT na Câmara dos Deputados

Publicado em: 17 de setembro de 2019

Serão debatidos os desafios enfrentados pelos gestores municipais e metropolitanos com relação à mobilidade urbana. Foto: Divulgação.

Público pode participar da discussão em sala virtual

JESSICA MARQUES

A Comissão Especial de Mobilidade Urbana debate nesta terça-feira, 17 de setembro de 2019, questões relacionadas ao uso de ônibus e BRT (Bus Rapid Transit – Ônibus de Trânsito Rápido).

O debate atende a requerimentos dos deputados Vinicius Poit (Novo-SP) e Bosco Costa (PL-SE), conforme divulgado pela Câmara dos Deputados.

A reunião será realizada às 15h, em plenário a definir. O público poderá participar do debate em sala virtual.

Segundo Bosco Costa, são muitos os desafios enfrentados pelos gestores municipais e metropolitanos com relação à mobilidade urbana. O deputado afirma ainda que a parte da população que depende do transporte público coletivo para se locomover nas cidades é a que mais sofre.

“A intermodalidade representa alternativa para mitigar parte desses problemas. Conhecer as diversas opções de transporte nas cidades e explorar o potencial de cada uma pode facilitar a gestão da mobilidade urbana e melhorar a vida das pessoas”, afirmou o parlamentar, em nota.

Confira a lista de convidados:

– o superintendente de Serviços e Transporte de Passageiros da ANTT, João Paulo de Souza;
– o presidente Executivo da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, Otávio Vieira da Cunha Filho;
– o representante da Associação Nacional de Transportes Públicos, Antônio Mauricio;
– o diretor executivo da Reunidas Mobilidade S.A e CEO da Gadol Elohai Soluções Tecnológicas, Miguel Angelo Pricinote.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos boa noite.

    Legal, mas a noticia chegou muito em cima da hora. acesseis mas não pude acompanhar devido do horário e falta da pauta.

    Sugiro ao Diário introduzir no site um link eventos ou um news.

    Quanto a mais uma comissão e mais debates são desnecessários.

    Precismos de ação.

    Se comissões e debates desse certo o Barsil seria uma potência viva e não latente.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta para Paulo Gil Cancelar resposta