Obras do Corredor BRT Campo Grande chegam à região central de Campinas (SP)

Foto: Linha de ônibus que vai até Padre Anchieta terá alterações. Foto: Divulgação - Emdec.

Linha de ônibus está com itinerário alterado

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo, informou que as obras de implantação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) já chegaram na região central.

Por conta disso, a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) interditou um trecho de cerca de 350 metros da Avenida João Penido Burnier para construção do novo Terminal Mercado.

O trecho interditado fica entre a Rua Saldanha Marinho e o acesso à Avenida Senador Saraiva. O bloqueio não provoca grandes alterações na circulação, já que o trecho impactado não recebe alto tráfego de veículos. O local é utilizado para realização de uma feira comercial aos domingos.

O estacionamento de veículos será proibido no trecho. Apenas a circulação de pedestres será permitida, neste primeiro momento. A previsão inicial é que os trabalhos se estendam até junho de 2020.

“A região recebe a execução do pavimento de concreto do corredor e das estações do novo Terminal Mercado, que irão compor o início do BRT Campo Grande. Este corredor passará pela Estação Rodoviária e pelo Viaduto Estaiado, seguindo pelo leito desativado do antigo VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), Avenida John Boyd Dunlop a partir da Vila Aurocan, chegando até o Terminal Itajaí”, explicou a Prefeitura, em nota.

TRANSPORTE PÚBLICO

A interdição no trecho da Avenida João Penido Burnier impacta o itinerário da linha 264 (Vila Padre Anchieta), que integra o sistema de transporte público coletivo, também segundo a Prefeitura.

A partir da Rua Sebastião de Souza, os ônibus da linha 264 que trafegam no sentido bairro – Centro desviarão pelas vias Onze de Agosto e Dr. Campos Sales, até chegar à pista interna da Senador Saraiva.

A linha deixa de atender os pontos localizados logo após o viaduto da Avenida Senador Saraiva e antes da Avenida Saldanha Marinho. Ao longo do trajeto de desvio, passa a utilizar os pontos localizados na Rua Onze de Agosto após a Barreto Leme, e na Avenida Campos Sales após a Saldanha Marinho.

BRT CAMPO GRANDE

A nova frente de obras integra o Lote 1, Trecho 1 da implantação dos Corredores BRT. O trecho 1 compreende a ligação entre a região central até a Vila Aurocan, com extensão de 4,3 km; além de todo Corredor Perimetral, com 4,1 km.

O responsável pelo Lote 1 é o Consórcio Corredor BRT Campinas, formado pela Arvek, D. P. Barros, Trail, Enpavi e Pentágono. O valor total do lote é de R$ 88,9 milhões, segundo a Prefeitura.

Os três corredores BRT do município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral – têm custo total de R$ 451,5 milhões, também de acordo com a administração municipal. São 36,6 km de corredores, com previsão de conclusão total em meados de 2020.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta