Concessionária do transporte público de São Bernardo do Campo renova certificações de prevenção à poluição

Publicado em: 14 de agosto de 2019

A SBCTrans é certificada nas normas ISO 9001 e 14001 desde 2008 e 2013. Foto: Divulgação / Prefeitura de São Bernardo do Campo.

SBCTrans recebeu, recentemente, a ISO 14001 e a ISO 9001 versão 2015

JESSICA MARQUES

A SBCTrans, concessionária responsável pelo transporte coletivo de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, recebeu recentemente a renovação de certificações de prevenção à poluição.

A empresa renovou as certificações ISO 14001 e ISO 9001 versão 2015. A primeira exige que as empresas se comprometam com a prevenção da poluição e com a busca de melhorias contínuas como parte do seu ciclo de gestão.

Por meio das diretrizes da norma, empresas e organizações que recebem a certificação são capazes de identificar, priorizar e gerenciar seus riscos ambientais, desenvolvendo desta forma práticas sustentáveis em seus negócios, produtos e serviços.

A ISO 9001 versão 2015, por sua vez, designa normas técnicas que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para empresas. A última alteração da norma diz que não basta elaborar documentos, mas mudar a postura da companhia para se enquadrar.

“A certificação reforça a postura da SBCTrans como uma empresa comprometida com o meio ambiente e preocupada com o futuro do planeta. Ao mesmo tempo, demonstra o compromisso da companhia na busca da melhoria contínua de seus processos”, disse, em nota, a diretora executiva da SBCTrans, Milena Braga Romano.

Segundo a executiva, o sucesso de um sistema de gestão ambiental depende do comprometimento de todos os níveis e funções da empresa.

“As duas certificações, em suas versões 2015, reforçam o conceito no qual todos na corporação devem ser envolvidos e participar para que as metas sejam alcançadas”, afirmou.

A SBCTrans é certificada nas normas ISO 9001 e 14001 desde 2008 e 2013, respectivamente. A empresa foi fundada em 1998 na cidade de São Bernardo do Campo e conta com uma frota de mais de 400 veículos.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta