Concessionárias divulgam agendas de exposições culturais nas Linhas 4-Amarela e 5-Lilás do metrô de São Paulo

Atrações são gratuitas para os passageiros

JESSICA MARQUES

As concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade divulgaram, respectivamente, as agendas de exposições culturais nas Linhas 4-Amarela e 5-Lilás do metrô de São Paulo.

Os passageiros que utilizam a Linha 5-Lilás e estão planejando um tour cultural pela cidade podem incluir em sua agenda as mostras fotográficas espalhadas nas estações da linha.

As exposições fazem parte da agenda de atrações que a ViaMobilidade mantém com objetivo de oferecer cultura, conhecimento e entretenimento aos 550 mil passageiros que circulam por dia útil pelas estações.

Confira:

A Estação Adolfo Pinheiro recebe, até o final de agosto, a exposição “Jornada do Patrimônio”, em parceria com o Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. São ilustrações que têm como principal objetivo estimular a população a reconhecer os patrimônios históricos e culturais paulistanos, que tratam da memória e identidade dos diferentes grupos sociais presentes na cidade.

Em parceria com o fotógrafo e sócio da PICT Estúdio, Marcello Garutti, a Estação Santa Cruz recebe a exposição “As Caras do Brasil”. O artista, que cruzou o Brasil de Norte a Sul de moto em busca de um novo olhar sobre a diversidade sociocultural do nosso país, transformou sua viagem em imagens de cidadãos de diversas regiões, que foram retratados enquanto respondiam à pergunta “O que é felicidade para você?”. A atração pode ser conferida até o dia 31 de agosto, depois segue para a estação Moema no mês de setembro.

Em parceria com a Associação Cultural Cine Favela, à Estação Santo Amaro recebe a exposição “Cine Favela na Era da Inclusão Digital”. A mostra é composta por fotos e depoimentos de idosos que fazem parte do projeto que dá o nome à intervenção artística. Os retratos e depoimentos foram captados durante as atividades desenvolvidas no projeto e têm como objetivo ilustrar as dificuldades, necessidades e, principalmente, anseios dos idosos nessa fase da vida. Entre as atividades realizadas, há o registro do Concurso Miss e Mister Terceira Idade realizado em dezembro de 2018 na comunidade de Heliópolis. A exposição permanece para visitação até 31 de agosto.

A mostra “Brasilzão – Registros e experiências de um viajante deslumbrado e inconformado com o Brasil de hoje”, uma parceria com a Bela Vista Cultural, está em cartaz na Estação Largo Treze. A exposição busca encantar os passageiros com as belezas existentes no Brasil, e despertar a necessidade de carinho e cuidado para com o patrimônio das cidades. A exposição permanece para visitação até 31 de agosto. Após esse período, ela será exibida na estação Adolfo Pinheiro, em setembro.

Por sua vez, os passageiros que utilizam a Linha 4-Amarela estão convidados para uma viagem cultural por meio das intervenções artísticas que acontecem nas estações. As exposições fazem parte da agenda de atrações que a concessionária ViaQuatro mantém com objetivo de oferecer cultura, conhecimento e entretenimento aos 800 mil passageiros que circulam por dia útil pelas estações.

Confira:

Em agosto, a Estação Higienópolis-Mackenzie recebe a mostra institucional do Museu do Café. Por meio de 10 painéis é possível conhecer a história do museu inaugurado em 1998, um dos principais pontos turísticos da cidade de Santos e tem como objetivo a preservação e divulgação da história do café no Brasil e no mundo.

Além da exposição, o público poderá degustar cafés especiais e aprender algumas curiosidades sobre a bebida com a ação “Dica do Barista”. A exposição permanece para visitação até 31 de agosto. Após esse período, ela será exibida nas estações Paulista e Fradique Coutinho, entre setembro e outubro. Já as ações acontecem em 4 de setembro na Estação Paulista e 4 de outubro na Fradique Coutinho, das 14h às 16h.

A Estação Paulista recebe a exposição “Faces da Reabilitação” que conta com imagens de pacientes da Rede de Reabilitação Lucy Montoro. A mostra tem o objetivo de elevar a autoestima dos pacientes. O ensaio foi produzido pela terapeuta ocupacional e fotógrafa Tatiana Pedroso, após uma oficina de visagismo e maquiagem que contou com a participação dos pacientes. A Rede Lucy Montoro é referência em reabilitação para pessoas com deficiência e doenças incapacitantes, o atendimento é realizado por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos fisiatras, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e outros profissionais especializados. A mostra fica exposta na estação Paulista em agosto. No dia 2 de setembro segue para a estação Fradique Coutinho e fica até o dia 30 de setembro.

Também na Paulista, é possível conferir parte da exposição “Bichos do Brasil”, da artista plástica Walkiria Barone, na qual ela apresenta os “Dinossauros do Brasil “. Em uma pesquisa realizada pela artista ela descobriu diversas espécies que por aqui existiram e ilustrou em renda de plástico de maneira atraente e colorida, para dar contraste aos animais brutos e pesados sobre o material leve e frágil. A mostra fica exposta na estação Paulista em agosto.

A Estação São Paulo-Morumbi recebe, até o final de agosto, a exposição “Jornada do Patrimônio”, em parceria com o Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. São ilustrações que têm como principal objetivo estimular a população a reconhecer os patrimônios históricos e culturais paulistanos, que tratam da memória e identidade dos diferentes grupos sociais presentes na cidade.

Na Estação Faria Lima, a ViaQuatro, em parceria com o Fleury Medicina e Saúde, apresenta a mostra ‘Estações Paulista’ do fotógrafo Claudio Lobo. Sob a curadoria de Marly Porto, 20 fotos mostram a diversidade cultural e social da avenida mais famosa de São Paulo com a proposta de conectar o metrô ao corredor cultural da Paulista. O fotógrafo sempre observou a metrópole com a curiosidade de quem vem de fora. Formado em engenharia, seu olhar artístico reflete a relação das pessoas com a cidade que, ao longo do tempo, transforma seu contexto histórico e social. A exposição permanece para visitação até 31 de agosto. Após esse período, ela será exibida na estação Oscar Freire, em setembro.

A Estação Luz recebe a obra Procuro-me, da artista Lenora de Barros. Uma parceria entre a concessionária e o Museu de Arte Moderna de São Paulo que levará ao público parte do acervo que integra a coleção do Museu. A obra, que ficará disposta em 20 painéis, exibe diferentes autorretratos da autora, imitando fotografias de pessoas desaparecidas, comuns nas estações de metrô e vias públicas. No entanto, ao invés de estar em busca de outra pessoa, Lenora procura a si mesma. A mostra fica em cartaz na estação até 31 de agosto, e em setembro, irá para a estação Higienópolis-Mackenzie.

Em parceria com a Bela Vista Cultural, a Fradique Coutinho recebe a exposição fotográfica Uma Leitura Visual e Poética de São  Paulo. As imagens captadas pelo editor Fábio Brito, destaca detalhes e padrões da capital paulista os quais, muitas vezes, passam desapercebidos pelos seus moradores que estão envolvidos em suas rotinas cotidianas. Após o período de exibição na estação, até 31 de agosto, a mostra segue para a estação Faria Lima, em setembro.

Esse é o último mês para ver um breve recorte da exposição “Remanescentes da Mata Atlântica & Acervo MCB” na Linha 4-Amarela, em parceria com o Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, a Estação Oscar Freire recebe painéis fotográficos e textuais, tendo a curadoria do botânico Ricardo Cardim. A mostra correlaciona as várias tipologias de madeiras do acervo do museu às diversas espécies nativas existentes na Mata Atlântica, algumas centenárias que, ao longo da história, foram utilizadas na confecção do mobiliário nacional e até mesmo estrangeiro. Com muitas delas desaparecidas ou em processo de extinção, a coleção se torna um testemunho acessível.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta