Prefeitura do Rio de Janeiro lacra quatro ônibus durante fiscalização na garagem da Transportes Estrela

A equipe também emitiu seis multas por inoperância do elevador de acessibilidade, bancos rasgados, cigarra inoperante e dedetização vencida. Foto: SMTR / Divulgação.

Ao todo, 25 veículos foram vistoriados

JESSICA MARQUES

A Prefeitura do Rio de Janeiro informou que fiscais da Secretaria Municipal de Transportes realizaram uma ação na garagem da empresa Transportes Estrela, que fica em Marechal Hermes, Zona Norte da cidade, na madrugada desta quarta-feira, 07 de agosto de 2019.

Ao todo, quatro ônibus foram lacrados e 25 foram vistoriados. A equipe também emitiu seis multas por inoperância do elevador de acessibilidade, bancos rasgados, cigarra inoperante e dedetização vencida.

A empresa Transportes Estrela integra os consórcios Internorte e Transcarioca que, somente este ano, foram autuados 2.547 vezes por diversas irregularidades, incluindo má conservação da frota, falta de vistoria e circulação com frota abaixo do estabelecido.

O Diário do Transporte aguarda posicionamento da empresa Transportes Estrela sobre os resultados da fiscalização.

FISCALIZAÇÃO CONSTANTE

A secretária municipal de Transportes, Virgínia Maria Salerno, afirmou que neste ano, 5.295 multas foram aplicadas aos consórcios atuantes na cidade.

“Nossas equipes estão realizando ações constantes em garagens de empresas, terminais e nas ruas, com o objetivo de coibir irregularidades no que diz respeito à manutenção dos coletivos, bem como aos serviços prestados aos passageiros. Quando irregularidades são identificadas, o consórcio responsável é autuado e notificado, a fim de corrigir as falhas e aprimorar os serviços”, disse.

NOTA TRANSPORTES ESTRELA

A Transportes Estrela esclarece que fiscais da SMTR foram à sede da empresa, na madrugada desta quarta-feira (07/08), quando vistoriaram parte da frota de ônibus que estava na garagem, sendo que a maioria dos veículos inspecionados retornava de um dia de operação.

A Transportes Estrela informa que logo após a vistoria os veículos foram encaminhados à manutenção – cumprindo as exigências apontadas – e retornaram a operação, sem prejuízo aos usuáriosAtt., Rafaella Javoski

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta