Prefeitura de São Paulo assina termo de cooperação com empresas de entrega por aplicativo pela segurança no trânsito

Publicado em: 18 de julho de 2019

O foco está em medidas de segurança voltadas para os motociclistas que atuam nessas plataformas. Foto: Divulgação.

Projeto, em parceria com iFood e Loggi, visa conscientizar paulistanos e reduzir o número de acidentes no trânsito envolvendo entregadores

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, assina nesta quinta-feira, 18 de julho de 2019, um termo de cooperação com empresas de entrega por aplicativo pela segurança no trânsito da cidade.

O projeto, em parceria com as empresas iFood e Loggi, visa conscientizar paulistanos e reduzir o número de acidentes no trânsito envolvendo entregadores. O foco está em medidas de segurança voltadas para os motociclistas que atuam nessas plataformas.

“A iniciativa é resultado de diversas reuniões da atual gestão com representantes de empresas por aplicativos. O objetivo é melhorar a segurança e reduzir o número de acidentes no trânsito envolvendo motociclistas. As reuniões com a Secretaria de Mobilidade e Transportes aconteceram com as principais empresas do segmento, mas somente iFood e Loggi aceitaram assinar o termo de compromisso com a segurança no trânsito, abrindo frente a este importante processo de conscientização”, informou a Prefeitura, em nota.

Por meio da assinatura do termo, as empresas assumiram o compromisso de não realizarem práticas que destinem aos motociclistas valores extras, estabelecidos por meta de entregas a um determinado período de tempo.

Os aplicativos de entrega estudam formas de bonificar os motociclistas que mantenham boas práticas de conduta no trânsito. Além disso, serão criadas campanhas educativas e de segurança destinadas aos entregadores, coordenadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego, que conscientizem sobre medidas fundamentais para segurança no trânsito, segundo a Prefeitura.

“Estamos em contato permanente com representantes da categoria e dos aplicativos desde o início do ano e vamos fortalecer ainda mais essa parceria. Estamos muito felizes que iFood e Loggi tenham tomado a dianteira e firmado esse termo conosco. Isso nos mostra o quanto o diálogo é essencial para ambas as partes e também reflete o compromisso dessas empresas com o bem-estar da sociedade”, afirmou Edson Caram, secretário municipal de Mobilidade e Transportes, por meio de nota.

AÇÕES

De acordo com a Prefeitura, dentre as principais ações, destaca-se uma parceria para realização e divulgação de cursos de direção defensiva e pilotagem segura para motociclistas que atuam pelos aplicativos. Os treinamentos serão oferecidos pelo CETET, Centro de Treinamento e Educação de Trânsito da CET, que mantém esse serviço gratuitamente desde 1999.

Também está prevista a criação de um grupo de trabalho para dar continuidade a essas discussões e desenvolver ações com foco em segurança. As medidas devem beneficiar cerca de 60 mil motociclistas que atuam nessas plataformas.

“A SMT, por exemplo, também proibiu recentemente a circulação de motos na pista expressa da Marginal Pinheiros, no sentido Castello Branco, e criou no fim de 2018 a Câmara Temática de Motocicleta, que realiza reuniões mensais”, informou a administração municipal.

A Prefeitura de São Paulo informou ainda que atualmente estuda a melhor forma de regulamentar o serviço de entregas por aplicativo na cidade, buscando desenvolver uma legislação baseada em evidências e que conte com ampla participação da sociedade civil, iniciativa privada e poder público.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta