Roubos no transporte coletivo apresentaram redução de 37% no Amazonas

Publicado em: 1 de julho de 2019

Nos últimos meses, aproximadamente 10 homens foram presos, sendo cinco por mandado de prisão preventiva. Foto: Divulgação / SSP.

Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública comparam cinco primeiros meses do ano com mesmo período de 2018

JESSICA MARQUES

O número de roubos no transporte coletivo do Amazonas apresentaram uma redução de 37%, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública. O levantamento compara os cinco primeiros meses do ano com mesmo período de 2018.

Segundo a Secretaria, de janeiro a maio deste ano, foram 772 casos registrados, comparados a 1.237 nos cinco primeiros meses do ano passado. A estatística considera roubos dentro de ônibus.

Considerando apenas o mês de maio, a queda no número de roubo a ônibus foi de 44,3%, com 129 registros contra 232 em maio do ano passado.

Sobre os dados, a Polícia Militar informou, em nota, que desenvolve diversas operações para coibir os assaltos dentro do transporte coletivo, dentre elas a Operação Águia e Catraca.

De acordo com o comandante do Comando de Policiamento Metropolitano, coronel Jorge Alves, a intensificação de ações preventivas direcionadas à redução de crimes dessa natureza tem impactado positivamente.

“A participação da população é fundamental. Nós temos o aplicativo ‘Aviso’ e ainda a nova dinâmica de abordagens a coletivos, a qualquer momento, nos trajetos das linhas, além das ações saturação e ocupação, nas áreas de maior incidência criminal, também foram determinantes para essa redução dos índices”, disse, em nota.

Além disso, segundo a Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Civil vem realizando diversas prisões ao longo do ano de criminosos em crimes dentro dos coletivos.

Segundo o delegado Torquato Mozer, titular do 30º Distrito Integrado de Polícia, nos últimos meses parte das investigações e prisões giraram em torno de criminosos envolvidos com roubos. Ao todo, aproximadamente 10 homens foram presos, sendo cinco por mandado de prisão preventiva.

“Além das prisões e investigações rotineiras na delegacia, também focamos em fazer o levantamento de quem estava fazendo assaltos nos ônibus da área, identificamos autoria e materialidade e conseguimos efetuar a prisão desses indivíduos que vinham cometendo assaltos em série, muitas vezes, no mesmo ônibus”, afirmou.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta