França, Luxemburgo e Polônia fazem primeiras encomendas para eCitaro da Mercedes-Benz

Nestes países, ônibus eCitaro serão integrados às operações de ônibus locais para demonstração. Foto: Divulgação.

Ônibus elétricos da marca estão sendo produzidos na fábrica de Mannheim, na Alemanha

JESSICA MARQUES

A Daimler Buses, unidade de negócios do Grupo Daimler, informou que a França, Luxemburgo e Polônia fizeram as primeiras encomendas para o eCitaro da Mercedes-Benz. Os ônibus elétricos da marca estão sendo produzidos na fábrica de Mannheim, na Alemanha.

Nestes países, os ônibus eCitaro serão integrados às operações de ônibus locais para demonstrar aos gestores do transporte público suas qualidades e adequação para o uso diário, de acordo com informações da Mercedes-Benz.

“Entre as vantagens dos elétricos destacam-se a redução da emissão de poluentes e o baixo índice de ruídos, proporcionando melhoria na qualidade do ar e no bem-estar a bordo para os usuários”, garantiu a marca, em nota.

Apesar das encomendas, Daimler Buses informou que o ônibus elétrico, em geral, ainda não é uma grande demanda das empresas. Por este motivo, a unidade de negócios oferece consultoria às operadoras de transporte por meio dos serviços eMobility e Omniplus, como por exemplo, orientação individualizada, serviços e treinamento para as empresas que optam pela transição para os ônibus elétricos.

“É importante ressaltar que não há ainda uma grande demanda das empresas de transporte público por ônibus elétricos. Isso ocorre porque a mudança de uma frota de ônibus convencional para uma de acionamento elétrico e a garantia da infraestrutura necessária podem ser mais complexas do que o planejado”, explicou, também em nota.

O eCitaro da Mercedes-Benz é produzido na mesma linha de todos os outros ônibus urbanos na fábrica de Mannheim. Os modelos eCitaro que estarão disponíveis para testes nas cidades europeias são equipados com 10 conjuntos de baterias e capacidade total de 243 kWh, além de motores elétricos montados próximos aos cubos das rodas.

“Os chassis de ônibus elétricos Mercedes-Benz se caracterizam pela presença do Programa Eletrônico de Estabilidade (ESP), assim como pelo controle de rodagem e de inclinação. O veículo deve combinar segurança operacional, disponibilidade na rotina diária e segurança na condução, atendendo aos novos requisitos de emissões, como o Citaro já vem fazendo.”

CITARO NGT HÍBRIDO

A empresa informou ainda que o Citaro NGT híbrido da Mercedes-Benz está expandido a presença na Europa, um veículo com propulsão a gás natural.

Em Oldenburg, também na Alemanha, a empresa VWG colocará em operação os primeiros Citaro NGT híbridos articulados do mundo, segundo a marca.

Em Bourges, na região central da França, a empresa de transporte STU Bourges também optou pelo Citaro NGT híbrido, bem como as operadoras espanholas EMT Madrid e Aucorsa Cordoba. Em Liubliana, capital da Eslovênia, as primeiras unidades de uma encomenda de 17 ônibus híbridos Citaro NGT estão para chegar.

“Com o módulo híbrido opcional, o Citaro NGT híbrido é até 8,5% mais eficiente. Os motores a gás emitem quase nenhum material particulado e as emissões de NOx também são muito baixas. Quando usado em conjunto com biogás ou gás natural, o Citaro NGT híbrido é quase neutro quanto ao CO. E é por essa tecnologia que os operadores de serviços públicos de Augsburg estão optando com seus novos ônibus híbridos Citaro NGT”, informou a Mercedes-Benz, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 comentário em França, Luxemburgo e Polônia fazem primeiras encomendas para eCitaro da Mercedes-Benz

  1. Não gostei desse modelo novo, ficou muito quadrado.

Deixe uma resposta