Empresas de transportes fazem homenagens no Dia Internacional da Mulher

Sambaíba adesivou dois ônibus em alusão à data. Foto: Daniel Pina - Clique para Ampliar

Sambaíba e Gato Preto, em São Paulo; Leblon Transporte e Viação Nobel, na Grande Curitiba; e Radial Transporte, no Alto Tietê, em São Paulo, prepararam diferentes atividades. Empresas de Caruaru, agreste de Pernambuco, destacam campanha contra assedio nos ônibus Metrô de São Paulo e VB de Campinas também tiveram ações especiais 

ALEXANDRE PELEGI/ADAMO BAZANI

Nesta sexta-feira, 8 de março de 2019, em que se comemora em todo o mundo o Dia Internacional da Mulher, empresas de ônibus estão realizando diferentes homenagens.

A Viação Sambaíba, de São Paulo, que atende a região Norte da capital, adesivou 2 ônibus na cor rosa, que circulam desde as 06 horas nas linhas 2104-10 Metrô Santana – Terminal Parque D. Pedro II e 106A-10 Metrô Santana- Itaim Bibi.

Já a Gato Preto, operadora da área 8, zona Sudoeste do sistema estrutural da capital paulista, distribui espelhinhos para as clientes, nesta manhã, em duas linhas:

GP1 – Linha 875P/10 Barra Funda – Ana Rosa, e

GP3 – LINHA 917M – Morro Grande / Ana Rosa

Um dos destaques da Sambaíba foi ônibus articulado

Na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), a Leblon Transporte e a Viação Nobel programaram atividades especiais destinadas às colaboradoras.

Funcionárias das Viações Nobel e Lebon em eventos no Dia Internacional da Mulher

Hoje é dia de aulas de Dica de Beleza, com a consultora da Mary Kay, Virgínia Nunes; e de “Move Dance” com Fitness Club.

É a forma que o Grupo Leblon procura demonstrar reconhecimento e respeito às mulheres que atuam no grupo“, afirma comunicado da empresa.

METRÔ DE SÃO PAULO FAZ AÇÃO NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O Metrô de São Paulo distribuiu como lembrança 7.000 pequenos itens de maquiagem ofertados pelo complexo Shopping Tatuapé.

A ação ocorreu às 12h:30, e alcançou 2.000 mulheres em trens das Linhas 1,2 e 3.

Além disso, mais 5.000 itens foram distribuídos na linha de bloqueio de vinte estações do sistema.



MULHERES NO COMANDO DA LINHA 5 DO METRÔ EM SÃO PAULO:

No Dia Internacional da Mulher, a ViaMobilidade, operadora da linha 5-Lilás do metrô de São Paulo lembrou que 16 mulheres estão no comando dos trens.

As operadoras, que transportam mais de 1,5 mil passageiros por viagem, têm idades entre 19 e 35 anos.

O treinamento para operar trem na linha é de 60 dias, incluindo a parte teórica e prática. Em seguida, é realizada a operação assistida por três semanas, com acompanhamento por um profissional mais experiente.

“Operar um trem pra mim é uma experiência incrível! Transportar diariamente milhares de pessoas, onde a maioria está indo atrás de seus sonhos, é uma responsabilidade e tanto, e temos que nos atentar para que qualquer falha que ocorra no trem não impeça nossos passageiros de chegar ao seu destino no horário adequado”, afirma Mitt, uma das condutoras, na nota enviada pela ViaMobilidade

DUAS MIL MULHERES ATUAM NO TRANSPORTE COLETIVO DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA

As empresas de Curitiba e Região Metropolitana produziram um vídeo para homenagear as cerca de duas mil mulheres que atuam no transporte coletivo. Assista ao vídeo especial:

 


EMPRESA VB1, DE CAMPINAS, FEZ AÇÃO COM FUNCIONÁRIAS


A VB, de Campinas, no interior de São Paulo, realizou também atividades em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

As funcionárias da empresa que atua no transporte municipal ganharam surpresas como tratamento de beleza e serviços de manicure. Parte da garagem foi decorada especialmente para a ocasião e foi servido um café da manhã para as funcionárias.

MULHERES NA RADIAL TRANSPORTE

A Radial Transporte, empresa nascida no município de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, promove homenagens para as passageiras que utilizam os ônibus da empresa e também para suas funcionárias. Hoje praticamente 10% do efetivo da empresa é ocupado por mulheres.

Sob o lema “Você pode chegar onde quiser. Nós te transportamos até o destino” a empresa distribui em todas as linhas bombons para as mulheres do Alto Tietê.

A empresa afirma por outro lado que tem gerado oportunidades no ambiente de trabalho e crescimento dentro da companhia para muitas mulheres. “Isso quebra uma tradição do setor de transporte coletivo, que sempre foi visto como um reduto totalmente masculino“.

A empresa cita três casos que considera emblemáticos:

radial_02

Caroline Martins, primeira mulher no setor de Tecnologia da Informação (bilhetagem) da Radial Transporte

Caroline Martins, a primeira mulher no setor de Tecnologia da Informação (bilhetagem) da Radial Transporte. Começou como menor aprendiz no monitoramento, depois trabalhou um pouco nas lojas da empresa para então fazer parte da área que atua;

radial_03

Prisciani Gatinoni

Prisciani Gatinoni, que ingressou como faxineira e hoje atua na pintura dos ônibus; e

Lucineia Fernandes, motorista da empresa há 2 anos, “profissão marcada por amor constante”. Ela incentiva outras mulheres a ingressarem na área, dizendo que mulheres devem sim atuar como motoristas.

radial_01

Lucineia Fernandes, motorista da Radial


CET DE SÃO PAULO APROVEITA O DIA DA MULHER PARA LEMBRAR SEGURANÇA AO VOLANTE


EMPRESAS DE CARUARU APOIAM CAMPANHA CONTRA ASSÉDIO

A partir desta sexta-feira, Dia Internacional da Mulher, quem entrar nos ônibus urbanos de Caruaru, zona Agreste de Pernambuco, vai encontrar cartazes da Campanha “Silêncio não protege, denuncie”.

Pelo segundo ano consecutivo, as empresas de transporte público da cidade vem apoiando essa causa, que visa garantir a integridade da mulher.

A campanha foi idealizada pela Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, do Tribunal de Justiça de Pernambuco, e conta com o apoio e parceria da AETPC – Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru.

O juiz Hildemar de Morais, da Vara da Mulher, destaca a importância dessa parceria: “Esse precioso apoio da iniciativa privada na divulgação da campanha visa divulgar uma mensagem educativa de combate à violência contra a mulher na esperança de um futuro mais igualitário para todas”.

A psicóloga da Vara da Mulher de Caruaru, Luciana Lira, explica como um cartaz no ônibus pode influenciar psicologicamente na decisão de denunciar.  

O ônibus é um espaço de troca. Muita vezes é ali naquele espaço, em 15 ou 20 minutos de trajeto, que a mulher pode refletir sobre sua vida. É muito bom que nesses ambientes tenham essas parcerias porque muitas vezes a mulher não tem a coragem de denunciar e pode se sentir encorajada ao ver esse tipo de conteúdo”.

Alexandre Pelegi e Adamo Bazani, jornalistas especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. HENRIQUE DOS SANTOS PEITE disse:

    Muito bom

  2. Daniel Ramos disse:

    Concordo 100% com a profissional que falou que as mulheres deveriam optar por serem motoristas, aqui na minha cidade têm duas profissionais e elas são ótimas: dirigem com calma, tratam todos com educação, ajudam as pessoas quando necessitam e sempre mantendo a velocidade adequada, são verdadeiras profissionais do ramo, deixam muitos homens para trás.

  3. Rodrigo Zika! disse:

    Muito bom, merecem todo o apoio, um setor onde e muito masculino, e tem preconceito, trabalham melhor que muito homem.

Deixe uma resposta