Prefeitura de Uberlândia cumpre decisão liminar e tarifa volta a R$ 4

Valor da passagem havia sido reajustado para R$ 4,30. Foto: Divulgação.

Após questionamento do MPE, liminar suspendeu o aumento da tarifa do transporte público

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Uberlândia, em Minas Gerais, cumpriu a decisão liminar da Justiça e a tarifa voltou a custar R$ 4 no município. O valor da passagem havia sido reajustado para R$ 4,30.

Após questionamento do MPE (Ministério Público Estadual), uma liminar suspendeu o aumento da tarifa do transporte público de Uberlândia, no sul de Minas Gerais.

O reajuste foi publicado em um decreto no dia 25 de janeiro de 2019, que elevou a tarifa na cidade em 7,35%. Na ocasião, o passe integral e vale transporte passaram de R$ 4,00 para R$ 4,30.

Relembre: Uberlândia eleva preço da tarifa de ônibus para R$ 4,30

Confira a nota da Prefeitura, na íntegra, sobre o caso:

“A Prefeitura de Uberlândia informa que, após organizar força tarefa junto às empresas concessionárias para resolver questões técnicas e de bilhetagem, cumpriu nesta quinta-feira (7) a decisão liminar que suspende o reajuste da tarifa de ônibus para R$ 4,30. A tarifa volta a vigorar a R$ 4 até nova avaliação pela Justiça.

A administração municipal reforça que recorreu da liminar, com o entendimento de que a planilha de custos que embasa o reajuste contempla todos os índices que impactam na tarifa em 2019. Isso incluindo o número de cobradores atuando nas três empresas concessionárias que operam em Uberlândia. A planilha pode ser consultada por toda a população no portal da Prefeitura”.

HISTÓRICO DO REAJUSTE

O reajuste da tarifa do transporte coletivo de Uberlândia foi definido após avaliação dos integrantes da Comissão de Acompanhamento do Serviço Público do Transporte de Passageiro, que validaram o novo valor da tarifa do Sistema Integrado de Transporte (SIT) para 2019.

Em comunicado no site da administração municipal, a prefeitura afirma que o reajuste de 7,35% representa o segundo menor reajuste desde 2015. “O menor percentual de reposição neste período foi o do último ano”, afirma o texto.

Ainda segundo a prefeitura, o novo valor foi definido depois de uma detalhada análise técnica da operação do Sistema Integrado de Transporte (SIT) durante 2018.

As empresas concessionárias pediram reajuste de 14% para 2019 elevando a tarifa para R$ 4,56, mas a solicitação não foi aceita pelo prefeito Odelmo Leão. Isso porque, segundo o estudo técnico, esse índice não representaria o custo real do sistema”, informa o comunicado oficial.

A nossa metodologia de avaliação considerou a redução de 5% no número de passageiros e o aumento de 6% de quilômetros rodados com os novos itinerários e novos bairros, bem como o combustível, que também ficou 5% mais caro, além de 23% correspondente a renovação da frota no último ano”, afirmou o secretário municipal de Trânsito e Transportes (Settran), Divonei Gonçalves.

O transporte na cidade é operado atualmente pelas empresas Autotrans, Cidade Sorriso de Minas e São Miguel de Resende.

O reajuste foi publicado em um decreto no dia 25 de janeiro de 2019, que elevou a tarifa na cidade em 7,35%. Na ocasião, o passe integral e vale transporte passaram de R$ 4,00 para R$ 4,30.

Após questionamento do MPE (Ministério Público Estadual), uma liminar suspendeu o aumento da tarifa do transporte público de Uberlândia, no sul de Minas Gerais.

A Prefeitura de Uberlândia, em Minas Gerais, cumpriu a decisão liminar da Justiça e a tarifa voltou a custar R$ 4 no município em 07 de fevereiro de 2019.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta