Greve de ônibus em Teresina chega ao 4º dia

Rodoviários afirmam que 70% das frotas está nas ruas. Foto: Divulgação.

Rodoviários reúnem-se com vereadores para discutir alternativas

JESSICA MARQUES

A greve de ônibus de Teresina, no Piauí, chegou ao quarto dia nesta quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019. A direção do Sintetro (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários) decidiu fazer uma reunião com os vereadores da capital para discutir alternativas que possam pôr um fim na paralisação.

O TRT (Tribunal Regional do Trabalho) determinou que 70% da frota dos ônibus municipais circule nos horários de pico durante a greve dos rodoviários de Teresina, no Piauí. A decisão foi tomada pelo desembargador Wellington Jim Boavista, nesta quarta-feira, 06 de fevereiro de 2019.

Os rodoviários afirmam que está cumprindo a determinação. Um protesto estava marcado para esta quinta-feira, mas foi suspenso para que fosse cumprida a decisão do TRT.

Na quarta-feira, porém, os rodoviários decidiram paralisar 100% da frota. Nenhum ônibus saiu das garagens após não haver negociação quanto ao reajuste de salário.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/02/06/greve-de-onibus-de-teresina-chega-a-paralisar-100-da-frota-nesta-quarta-feira/

HISTÓRICO

A categoria pede um aumento de 8,5%, além de mais veículos na frota de ônibus que circulam por Teresina. Com o reajuste solicitado, o salário de R$ 1.876,00 teria aumento para R$ 2.045,78.

O pagamento dos trabalhadores ainda não foi feito, de acordo com o Sintetro. Também não houve sinal de negociação com o Setut.

Mesmo após reunião com os empresários no Tribunal Regional do Trabalho na noite de terça-feira, 05 de fevereiro de 2019, não houve acordo entre as partes.

No primeiro dia de paralisação, somente 30% da frota circulou na capital, por decisão dos rodoviários.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/02/04/greve-em-teresina-comeca-com-frota-de-onibus-reduzida/

Segundo informações da Prefeitura, 110 veículos foram cadastrados para atender os usuários.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/02/05/em-segundo-dia-de-greve-prefeitura-de-teresina-cadastra-110-veiculos-para-atender-passageiros/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Karla disse:

    Piada, esse Piauí. A população deveria se juntar a estes motoristas e cobradores pra reclamar sobre as péssimas condições que são transportados. Poucos ônibus em horários de pico, passagem a R$ 3,85, acho que já sao motivos suficientes. Acorda Teresina!!! Tem trabalhadores pagando R$ 12,00 para vir de Altos trabalhar em Teresina!!! Pelo amor de Deus que isso!??

  2. thiago disse:

    a POPULAÇÃO TEM QUE ACORDAR, PARAR DE SER ALIENADA E ABRAÇAR A GREVE DOS MOTORISTAS!!!

Deixe uma resposta