Volare desenvolve miniônibus em chassis Volkswagen e Mercedes-Benz para Costa Rica

Modelos contam com diferentes plataformas para atender demanda doss operadores locais. Foto: Gelson Mello da Costa / Divulgação

Estratégia tem como objetivo atender necessidades específicas do país

JESSICA MARQUES

A encarroçadora Volare desenvolveu dois modelos das linhas Fly e Attack em chassis Volkswagen e Mercedes-Benz para a Costa Rica. A estratégia, segundo a marca, tem como objetivo atender necessidades específicas do país com relação aos veículos.

As novidades são o Volare Fly 9 Executivo, com chassi Volkswagen 10.160, e Volare Attack 9, com chassi Mercedes-Benz OF 917.

De acordo com Rodrigo Bisi, gerente de exportação da Volare, os modelos têm características diferentes dos miniônibus produzidos no Brasil.

“Para podermos atuar de maneira competitiva na Costa Rica, pesquisamos soluções e configurações diferentes das adotadas normalmente e desenvolvemos veículos com características únicas”, disse, em nota.

Segundo a fabricante, o Volare Fly 9 Executivo conta com 30 poltronas do modelo Executivo com 940 mm de largura, com entrada USB individual, parede de separação total no salão de passageiros, porta-pacotes, geladeira, rádio, sistema de áudio com DVD e monitores, microfone e câmera de ré. O veículo possui ainda sistema de ar-condicionado Valeo 205T e piso com revestimento que imita madeira.

O Volare Attack 9, por sua vez, possui duas diferentes configurações: um com 30 poltronas e bagageiro e porta-pacotes convencionais, e outro com 26 poltronas e bagageiro estendido.

O modelo vem com sistema de ar-condicionado Valeo 175 WCT, piso com revestimento que imita a madeira, parede de separação completa, geladeira, sistema de áudio e vídeo com radio, DVD, monitores, microfone e câmera de ré.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta