Daimler Financial Services muda nome para Daimler Mobility

Publicado em: 28 de janeiro de 2019

Grupo Daimler já tem mais de 20 milhões de clientes em serviços de mobilidade em todo o mundo. Foto: Divulgação.

Alteração ocorre nos próximos seis meses e Banco Mercedes-Benz segue como um dos negócios do grupo

JESSICA MARQUES

A Daimler Financial Services vai mudar o nome para Daimler Mobility nos próximos seis meses. A estratégia foi informada pelo presidente do Banco Mercedes-Benz no Brasil, Christian Schüler.

Mesmo após a mudança, o Banco Mercedes-Benz seguirá como um dos negócios do grupo. Segundo o presidente, financiamento é essencial para a mobilidade, mas surgirão novos negócios que contemplam o novo perfil do mercado.

“O Grupo Daimler já tem mais de 20 milhões de clientes em serviços de mobilidade em todo o mundo”, comentou Schüler. “Esse é o futuro e nós estamos inseridos nele”.

O presidente do Banco Mercedes-Benz no Brasil informou que o grupo somou cerca de 3,4 milhões de clientes por meio do Car2Go, serviço de aluguel de carros, além de 16,9 milhões com o MyTaxi, um aplicativo de carona semelhante ao Uber ou 99.

O Moovel, por sua vez, é responsável por cerca de 5,7 milhões de clientes. O aplicativo combina diversos modais de transporte e permite que todos os bilhetes e passagens sejam comprados por meio de apenas uma ferramenta.

BMW E DAIMLER UNEM SERVIÇOS DE MOBILIDADE

Além da novidade apresentada, Schüler informou ainda que a BMW e o Grupo Dailmer vão unir os serviços de mobilidade que oferecem. Entretanto, o presidente enfatizou que as empresas vão continuar sendo concorrentes quando o assunto é produção e financiamento de veículos.

Os serviços oferecidos pela união das marcas incluirá compartilhamento de veículos, recarga de bateria, solução para estacionamento de carros via smartphone, entre outros.

Neste caso, o anúncio oficial da fusão entre as marcas para o oferecimento de serviços de mobilidade será feito nas próximas semanas. De acordo com Schüler, as aprovações necessárias já foram concedidas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta