Projeto de lei quer aumentar em 500% ‘pedágio ambiental’ em Ilhabela (SP)

A proposta é do vereador Luizinho da Ilha, que tem como objetivo "filtrar" o público pelo perfil de turismo. Foto: Divulgação.

Valor é pago por carros de passeio, ônibus, veículos utilitários, motos, micro-ônibus e caminhões

JESSICA MARQUES

Um projeto de lei que está tramitando na Câmara de Ilhabela, no litoral paulista, pretende aumentar em 500% o chamado pedágio ambiental na região. O valor é pago por carros de passeio, ônibus, veículos utilitários, motos, micro-ônibus e caminhões.

A proposta é do vereador Luizinho da Ilha, que tem como objetivo “filtrar” o público pelo perfil de turismo, conforme informado em reportagem do G1.

Segundo o projeto, para excursões, o valor vai de R$ 30 para R$ 180, enquanto para carros de passeio, vai passar dos atuais R$ 7,50 para R$ 45. A proposta foi protocolada no início do mês e não tem prazo para avaliação.

Atualmente, os veículos fretados para excursões pagam uma taxa adicional, de turismo, cuja tarifa é de R$ 143,75 para vans e R$ 1.663 para ônibus.

Além do valor adicional, micro-ônibus e caminhões pagariam R$ 270 e ônibus, R$ 342. A taxa ambiental é cobrada desde 2008 no município.

Segundo o vereador, o aumento proposto se justifica porque o valor cobrado atualmente “tornou-se insuficiente para alcance dos seus objetivos, tendo em vista os impactos negativos do turismo em Ilhabela”.

De acordo com o relatório da transparência, apresentado pelo parlamentar, foram arrecadados com o tributo R$ 3,8 milhões de janeiro a novembro de 2018.

“A nossa ideia é diminuir o turismo de um dia. A gente não que diferenciar quem tem poder aquisitivo com a cobrança, mas filtrar o perfil do turista. Não queremos o turismo de quantidade, mas de qualidade”, ao G1.

A Associação Comercial de Ilhabela afirmou que não concorda com a medida, pois o reajuste impactaria de forma negativa o turismo.

A Prefeitura de Ilhabela, por sua vez, informou que respeita a posição do vereador, como autoridade do Legislativo, e não comentou o posicionamento da associação.

No início do ano, a Prefeitura de Ubatuba, no litoral norte do estado de São Paulo, divulgou novas taxas de turismo para veículos de excursão. Desta forma, ônibus, micro-ônibus e vans pagam mais caro para entrar na cidade turística.

Relembre: Ônibus, micro-ônibus e vans pagam mais caro para entrar em Ubatuba

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Pedágio Ambiental não, Pedágio Financeiro.

    Ila Bela já esta toda asfaltada.

    MUDA BARSIL.

    Att,

    Paulo Gil

  2. ALBERTO SANTOS MATTOS disse:

    Boa noite!
    Certíssimo a prefeitura.
    Já cansei de ver (humanos) jogarem diversos tipos embalagens de produtos nas ruas.
    Precisam ser reeducados. País sem educação é isso aí que estamos convivendo diariamente.
    Obrigado,
    Alberto

  3. Walmir Queiroga disse:

    Pode ter certeza que esse vereador é um dos que querem elitizar a ilha. A ilha é do povo dos caisaras e não desses burgueses metidos a besta. Que param com suas lanchas e não estão nem aí para o barulho que fazem e a sujeira que deixam.

Deixe uma resposta