Empresas de ônibus de Porto Alegre concedem aumento salarial de 3,4% para rodoviários e cobram reajuste da tarifa

Publicado em: 24 de janeiro de 2019

Foto: Marco Quintana / Jornal do Comércio (RS)

Sindicato das empresas protocolou pedido de revisão tarifária logo após fechar acordo com trabalhadores

ALEXANDRE PELEGI

Logo após fechar acordo com os rodoviários de Porto Alegre, que aceitaram a proposta de reajuste salarial de 3,4%, o Sindicato das Empresas de Ônibus da capital gaúcha (Seopa) protocolou o pedido de revisão tarifária do transporte coletivo junto à prefeitura.

O pedido atende à Lei Municipal n° 8.023/97, que afirma que as tarifas poderão ser reajustadas a pedido das Empresas de Ônibus na data-base da categoria profissional dos Rodoviários, por ocasião da revisão salarial.

A data base dos rodoviários de Porto Alegre é 1º de fevereiro.

A Seopa afirma que, por conta do aumento concedido aos funcionários, o valor da tarifa deverá ficar em R$ 4,78.

O documento protocolado pelas empresas afirma que as gratuidades do sistema de ônibus alcança 31%. Isso implica em dizer que os outros 69% dos passageiros bancam todo o custo da operação do transporte na capital.

Em declaração ao jornal Correio do Povo, o diretor executivo da Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP), Gustavo Simionovschi afirmou: “Todo o custo do serviço é dividido entre quem paga passagem. Com menos pessoas para dividir essa conta, ela fica maior. Para não onerar os usuários, uma alternativa seria a busca de outras fontes de receita que subsidiassem essas gratuidades”.

Outro ponto citado por Simionovschi foi a evasão de passageiros do sistema, o que ocasionou o déficit de mais de R$ 137 milhões nas concessionárias desde fevereiro de 2016. Neste ano teve início a nova operação do transporte coletivo pós-licitação. O edital, conforme o Correio do Povo, previa uma média mensal de 17,8 milhões de usuários pagantes, enquanto o que foi transportado em 2018, foram 14,1 milhões.

REAJUSTE SALARIAL

Para Sandro Abade, vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, o aumento de 3,4% conquistado pela categoria em Porto Alegre acompanha a inflação. Ele informa que caso o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do período supere esse índice, o valor será reposto.

A assembleia dos funcionários das empresas de ônibus aconteceu na noite dessa terça-feira, dia 22 de janeiro de 2019. Além do reajuste salarial, os rodoviários conquistaram o aumento no vale-alimentação, de R$ 25,75 para R$ 27,50. Além disso, o plano de saúde pago por eles passou de R$ 50 para R$ 65, e não para R$ 88, como propunha anteriormente o Seopa.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta