Austrália testa ônibus autônomo e paradas inteligentes

Teste terá duração de seis meses. Foto: Divulgação.

Projeto combina veículo elétrico Olli e tecnologia Matilda, ambos equipados com assistente inteligente do IBM Watson

JESSICA MARQUES

A cidade de Adelaide, na Austrália, está testando um ônibus autônomo e paradas inteligentes. O projeto tem duração de seis meses e teve início em janeiro deste ano, segundo informações da imprensa local.

O teste consiste em combinar um ônibus elétrico Olli e a tecnologia de paradas inteligentes Matilda. Em ambos os casos, está sendo utilizado o assistente inteligente IBM Watson.

O ônibus autônomo tem capacidade para oito pessoas e estão sendo utilizados dois pontos inteligentes autônomos de trânsito. A rota possui um quilômetro em um bairro da cidade.

As paradas são equipadas com telas interativas sensíveis ao toque e contam com um assistente virtual baseado no computador cognitivo IBM Watson. O ônibus e os pontos inteligentes comunicam-se entre si e podem responder às perguntas dos passageiros, estimar tempos de espera, recomendar destinos locais e fornecer atualizações sobre o clima.

“A inteligência de Olli e Matilda é o resultado de uma série de sensores no ônibus, no ponto de ônibus e ao redor da rota. O IBM Watson Assistant extrai e analisa grandes quantidades de interações e dados em milissegundos. As informações aos passageiros são compartilhadas usando sistemas de computação cognitiva baseados em nuvem”, informou, em nota, a IBM.

As paradas são alimentadas por energia solar e também podem se comunicar com pessoas com deficiência auditiva, por meio da língua de sinais.

“Este tipo de teste de tecnologia integrada nunca foi feito em qualquer lugar do mundo antes, e esperamos oferecer às pessoas uma experiência interativa personalizada, incluindo atualizações de viagem em tempo real e assistência de rota através da Matilda”, disse o CEO da SAGE, Adrian Fahey, também em nota.

Além da Austrália, outros países também já começaram a testar ônibus autônomos, com diversas marcas.

A Volvo iniciou em junho de 2018, em Gotemburgo, na Suécia, os testes com seu ônibus autônomo, que circula sem motorista.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/06/20/veja-o-video-volvo-comeca-demonstracao-de-onibus-autonomo-e-eletrico-na-suecia/

O primeiro ônibus autônomo do Japão foi lançado em dezembro em Maebashi, Gunma. O teste drive do veículo foi realizado por um percurso de um quilômetro.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/12/13/japao-lanca-primeiro-onibus-autonomo-em-gunma/

Em janeiro do ano passado, por sua vez, a Volvo assinou um acordo para implantar ônibus elétricos autônomos em Cingapura, na Ásia.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/01/11/volvo-assina-acordo-para-implantar-onibus-eletricos-autonomos-em-cingapura/

A direção autônoma já é realidade na linha Mercedes-Benz do Brasil e em ônibus da marca no exterior.

Em 2018, a Mercedes, em parceria com a Grunner, empresa de tecnologia para o campo, lançou o Axor 3131 com direção autônoma. Esse é o primeiro caminhão da marca com condução autônoma a ser utilizado numa operação diária de colheita de cana-de-açúcar no Brasil.

Dois anos antes, na Holanda, a Mercedes apresentava a tecnologia da direção autônoma para ônibus. Em 2016, um veículo de passageiros com tecnologia autônoma da Mercedes-Benz chegou ao mercado, o CityPilot.

Relembre: Mercedes-Benz apresenta ônibus autônomo

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta