Rodoviários de empresa de ônibus no Rio protestam contra atraso salarial

Reprodução TV Globo

Ônibus da Viação Acari não circularam no início da manhã desta terça-feira, 22

ALEXANDRE PELEGI

Funcionários da Viação Acari, dos consórcios Internorte e Transcarioca, protestaram na manhã desta terça-feira, dia 22 de janeiro de 2019.

O movimento afetou cerca de oito linhas que operam na Zona Norte, Zona Sul e Centro do Rio de Janeiro: 254 (Madureira-Praça 15), 277 (Rocha Miranda-Praça 15), 456 (Norte Shopping-Siqueira Campos), 457 (Abolição-Siqueira Campos), 607 (Cascadura-Rio Comprido), 650 (Marechal Hermes-Engenho Novo), 667 (Madureira-Méier) e 686 (Fazenda da Bica-Madureira).

Quase 130 ônibus ficaram retidos na garagem da empresa, em Cascadura, na Zona Norte do Rio.

Os funcionários reclamam de atrasos no pagamento do salário de dezembro de 2018.

Após acordo entre o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio (Sintraurb) e a direção da empresa, os ônibus voltaram a circular.

As informações são do jornal O Globo.

A Viação Acari prometeu regularizar a situação até a sexta-feira, dia 25 de janeiro. Isso inclui os pagamentos atrasados de dezembro, o adiantamento do mês de janeiro, além de benefícios como tíquetes refeição e cestas básicas.

Em comunicado, a Secretaria Municipal de Transportes informou que não mantêm relação individual com as empresas, e sim com os consórcios, cuja obrigação por contrato é cobrir as linhas e não deixar os passageiros desatendidos em caso de greve ou paralisação.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta