Governador do Rio atualiza limite de renda para concessão do Bilhete Único Intermunicipal

Foto: Divulgação

Lei publicada hoje no Diário Oficial do Estado define como condição que usuário não tenha renda superior ao valor estabelecido pelo INSS como teto para pagamento de benefícios

ALEXANDRE PELEGI

O Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, fez publicar no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira, dia 22 de janeiro de 2019, a Lei nº 8.297 que define limite de renda para a concessão do Bilhete Único Intermunicipal.

A nova legislação altera artigo da lei 5.628, de 2009, que instituiu o bilhete único nos serviços de transporte coletivo intermunicipal de passageiros na região metropolitana do Rio de Janeiro.

A partir de hoje só terá direito ao benefício do Bilhete Único Intermunicipal “o usuário que auferir renda mensal de até o valor estabelecido pelo INSS como teto para pagamento de benefícios”, o que equivale a R$ 5.839,45.

bu_intermunicipal_lei

O limite de renda, que originalmente era de R$ 3 mil – fixado pela Lei nº 7.506, de 29 de dezembro de 2016 – foi alterado pela última vez em fevereiro de 2018, passando para R$ 3.205,20. O reajuste coincidiu com o reajuste do valor do Bilhete, que passou de R$ 8 para R$ 8,55, mesmo índice de reajuste das tarifas de ônibus intermunicipais aplicado na época.

bu_intermunicipal

Para saber mais do benefício, acesse o link “Bilhete Único Intermunicipal”, do RioCard.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Geraldo Lisboa Filho disse:

    Isso Governador, mais uma sua conta se depender de mim, não leva mais nada…

Deixe uma resposta