Prefeitura de São Bernardo do Campo tem até setembro para concluir licitação do transporte coletivo

Publicado em: 14 de janeiro de 2019

Contrato com SBCTrans está em aditivo e empresa opera na cidade desde 1998

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, tem até setembro deste ano para concluir a licitação do transporte coletivo. O contrato com a SBCTrans já está em aditivo e a empresa opera na cidade desde 1998.

Em nota, por meio da ETC (Empresa de Transportes Coletivos), a Prefeitura informou que o contrato atual foi assinado em setembro de 1998 por um período de 15 anos, que foi prorrogado por mais cinco, conforme estabelecido na licitação da época.

Em setembro de 2018, o contrato venceu e a Prefeitura assinou com a SBCTrans um aditivo, válido por mais um ano. Desta maneira, a empresa pode operar na cidade por mais oito meses antes do início de outro processo licitatório.

A Prefeitura de São Bernardo do Campo não informou uma previsão para que o certame seja realizado. Entretanto, a administração municipal garantiu que a licitação ocorrerá dentro do prazo estabelecido na legislação da cidade.

“A manutenção da outorga à empresa concessionária do transporte coletivo no município está prevista em lei e permite a extensão dos serviços por até um ano, sem prejuízos nas operações, até que um novo contrato seja firmado. Esta obrigação legal foi formalizada por termo aditivo à concessão vigente. A nova licitação para o transporte coletivo municipal ocorrerá dentro do prazo estabelecido em lei”, informou a Prefeitura, em nota.

Inicialmente, a licitação do transporte coletivo da cidade estava sendo preparada para sair em janeiro de 2018, conforme noticiado pelo Diário do Transporte.

Relembre: São Bernardo do Campo já prepara a licitação de ônibus municipais que deve ser lançada em janeiro

Além disso, a empresa que ganhar a licitação dos serviços de ônibus em São Bernardo do Campo, a cidade mais populosa do ABC Paulista, poderá ficar até 30 anos no sistema.

A Câmara de Vereadores de São Bernardo do Campo aprovou um projeto do prefeito Orlando Morando sobre licitação de ônibus que aumenta para 30 anos a concessão dos transportes.

Relembre: Câmara de SBC aprova projeto de Orlando Morando sobre licitação de ônibus que aumenta para 30 anos a concessão dos transportes

Em meio à indefinição, a tarifa foi reajustada de R$ 4,40 para R$ 4,75 em 1º de janeiro de 2019. Na ocasião, o reajuste foi fundamentado no aumento de 7,34% no preço do óleo diesel teve um impacto de 1,2% no custo operacional do sistema.

Os salários dos funcionários e outros encargos também foram mencionados no documento como justificativa para o reajuste. Por fim, investimentos em frota e aplicação de soluções tecnológicas por parte da SBCTrans também foram mencionados como justificativa pela Prefeitura.

Relembre: Santo André e São Bernardo do Campo têm reajuste na tarifa de ônibus em janeiro

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. Rafael disse:

    Nessa licitação tem que perdi carros com ar condicionado e não gambiarra que fala que é ar condicionado..

  2. ANDRE FERNANDES disse:

    ALGUEM TEM DUVIDAS QUEM VAI LEVAR ESSA

  3. Gerson Carvalho disse:

    Boa tarde,

    Mais do mesmo…

    O problema não é a SBCTrans ficar 100 anos, mas sim não investir em melhorias para o transporte (e não me refiro a “apenas” comprar anualmente 50 onibus novos, mas sim reciclar seu quadro de colaboradores, compensar a falta dos cobradores com mais veículos e uma melhor Logística Operacional).

    O perfil da empresa, das linhas, do quadro de funcionários é similar aos anos 90, ou seja, não mais compatível com 2019… E o aplicativo? Confuso, nada intuitivo e cheio de bugs…

    Abraço,

    Gerson Carvalho
    Administrador de Empresas e Bancário.

  4. Clecilda disse:

    Por que a prefeitura não volta a assumir a empresa de ônibus ,antes não tínhamos tantos problemas como agora, ônibus cheios o TEMPO TODO, não passa como combinado de 5 em 5 minutos, em horário de picos vc não entra no ônibus se vc reclama pede pra ligar na empresa, é um descaso muito grande.

    1. Vandeir disse:

      Não acho boa ideia porque a roubalheira vai correr solta do mesmo jeito que a ETCSBC não durou muito aqui aconteceu de empresas de transporte público serem privatizadas em outros lugares.

  5. Adauto dos Santos André disse:

    Esses “sres”, vereadores, ao menos, se o prefeito não tem sobriedade suficiente para ver que é um desrespeito ao cidadão de bem estender um alvará de concessão por 30 anos, eles o deveriam fazer, embargando esta tramoia politica de lava-mãos. Alguem duvida que o monopolio existente no municipuo de SBC terá fim? Todo mundo sabe, que no “fingir dos ovos”, a empresa que opera o transporte na Cidade atualmente”ganhara” a licitação “inesperadamente” e tudo volta ao normal. Ou alguem nao imagina que o fato de eatenderen um alvara por trinta anos nao é um indicio de trambique, dos grandes! Cadê a Lava Jato em SBC?

  6. Alberto Gomes disse:

    O atual prefeito de São Bernardo do campo durante sua campanha prometeu caso fosse eleito, que obrigaria a empresa que opera atualmente o sistema de transporte do município a recolocar todos os cobradores nos ônibus convencionais já que no contrato de licitação prévia cobradores durante todo o contrato e não cumpriu com sua primessa. Outra promessa de campanha foi que para próxima licitação para o transporte público ele iria dividir a licitação em lotes e desta forma não so uma empresa iria operar no município e sim duas ou mais empresas iriam concorrer e operar e com isso nan haveria o monopomon que existe hoje e com a livre concorrência quem ganharia seria a população de SaS Bernardo do Campo, então vamos ver quanto é que vale a palavra do nosso atual prefeito.

  7. José Silva filho disse:

    Preço justo para população que ganha salário mínimo e ainda paga alugueis caríssimos . Donos de imóveis cedidos pela prefeitura usam para explorar também nosso munícipes .

  8. Paulo Cesar da Cruz disse:

    Se fosse somente a Sbctrans, Veja a concessionária Ecovias dos imigrantes vencimento do contrato em dezembro de 2018. Quanto o estado está perdendo em não fazer uma nova licitação..

  9. Anna Maria e decdouza disse:

    Dúvidas…kkkk prefeito ladrão

  10. Marco disse:

    Licitações fraudulentas assim como o do transporte escolar que os veículos rodam com meia dúzia de crianças e ganha um ônibus cheio kkkkk ninguém faz nada

  11. Thyago Goulart disse:

    São Bernardo, precisa implantar o mesmo sistema de concessão utilizado na capital, e incluir mais de duas empresas de transportes.
    Dona Beatriz já ficou tempo demais por aqui e não fez nada de útil!
    Chega de SBC Transportes!
    Se for o caso, conceda mais linhas para a EMTU.

Deixe uma resposta para Paulo Cesar da Cruz Cancelar resposta