Motoristas de Uber fazem manifestação em Guaíba (RS) em protesto contra a morte de colega

Foto: Rodrigo Lopes

Paulo Júnior da Costa, de 22 anos, foi assassinado na véspera do Réveillon ao atender a uma corrida; seu corpo foi encontrado em Laguna, Santa Catarina

ALEXANDRE PELEGI

Na tarde deste sábado, dia 5 de janeiro de 2019, motoristas de aplicativo de Guaíba e Porto Alegre realizaram uma carreata em homenagem ao colega Paulo Júnior da Costa, de 22 anos, assassinado na véspera do Réveillon.

Mais de 100 carros se reuniram na divisa entre as duas cidades para reverenciar o colega e protestar contra a violência. O funeral estava marcado para as 16 horas de hoje em Guaíba, onde Paulo Júnior da Costa morava com a família.

A Associação da Liga dos Motoristas de Aplicativos (Alma) pediu a todos os condutores que levassem fitas e balões pretos. Os motoristas de Guaíba da Uber decidiram suspender o atendimento, paralisação que não tem prazo para terminar.

Na tarde de ontem um grupo de 80 motoristas do aplicativo já havia realizado um protesto na cidade.

A titular da 2ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (2ªDPHPP) de Porto Alegre, delegada Roberta Bertoldo, afirmou em entrevista coletiva que Paulo da Costa foi morto com disparo de arma de fogo. Dois homens foram presos  e apontaram a localização do corpo.

Paulo foi obrigado a dirigir até Laguna, interior de Santa Catarina, na véspera do réveillon, onde seu corpo foi encontrado no dia 4 de janeiro de 2019.

Em nota encaminhada à nossa Redação neste domingo, dia 6 de janeiro de 2019, a empresa Uber se manifestou sobre a morte do motorista:

“Estamos profundamente entristecidos em saber que Paulo Junior da Costa foi vítima desse crime terrível. Nossa solidariedade e nossos sentimentos estão com a família nesse momento de enorme tristeza e dor. A Uber segue à disposição das autoridades para colaborar com as investigações, fornecendo todos os dados necessários, na forma da lei, e espera que os responsáveis pelo crime sejam punidos.”

luto_guaiba_1

Foto: Rodrigo Lopes (Motoristas de Porto Alegre e Guaíba se reuniram hoje em protesto e para acompanhar o funeral do coleta assassinado)

luto_guaiba_12jpg

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta