Doria nomeia novo Diretor Presidente do Detran-SP

Paulo Roberto Falcão Ribeiro, delegado da PF, substitui Mawell Borges de Moura Vieira

ALEXANDRE PELEGI

Em Ato publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado, dia 5 de janeiro de 2019, o governador do estado de São Paulo, João Doria, nomeou o novo Diretor Presidente do Detran-SP.

Paulo Roberto Falcão Ribeiro, delegado da Polícia Federal, substituirá o atual ocupante do cargo, Mawell Borges de Moura Vieira.

diretor_detran_SP

Natural do Rio de Janeiro, o novo dirigente do órgão de trânsito paulista formou-se Bacharel em Direito pelas Faculdades Jurídicas do Rio de Janeiro – UGF, em 1977.

Nomeado Delegado de Polícia Federal, em virtude de aprovação em concurso em 1995, atuou em vários setores e delegacias especializadas.

Em seu currículo profissional, Paulo Roberto Falcão Ribeiro apresenta experiência como advogado civil, comercial e trabalhista de empresa de medicina em grupo, administrador de empresas, representante comercial.

Em 1999 recebeu a Medalha Tiradentes, concedida pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, “pelo profícuo trabalho desenvolvido no Departamento de Polícia Federal, onde o dinamismo e correção são qualidades presentes em sua trajetória profissional”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Jackson disse:

    Quero saber se vão acabar com a Máfia la do detran hj não se consegue tirar habilitação se não for na base da propina

    1. Ariel Pacifico disse:

      A notícia é sobre o Detran do Estado de São Paulo, nada haver com o Rio de Janeiro. Cobre o seu Governador aí do Rio de Janeiro.

  2. João da Silva disse:

    Se quiserem conseguem acabar com essa corrupção dentro do Detran SP. Basta não quererem participar dela também porque é muito dinheiro

  3. Francisco Crisóstomo disse:

    Todos os setores do Detran de São Paulo estão comprometidos com a corrupção. Setor de veículos, habilitação, fiscalização, auditoria. Todos os diretores sabem e participam disso porque tem muito dinheiro envolvido. Para resolver tem que tirar pelo menos 95% do quadro de funcionários de suas funções, pois são viciados em pedir e aceitar propina para fazer as falcatruas. Até os contratos estão corrompidos e gente ganhando com isso. Todas as unidades de atendimento e a sede do Detran de São Paulo estão envolvidas. Quem sabe com um PF agora as coisas mudam. Tentarão corrompe-lo também, resta saber se consiguirão.

  4. bill gates disse:

    poxa aquela consultas de base estadual esta dando problema nos despachantes e niguem resolve

  5. tiago da silva rosa disse:

    espero que ele resolva o problema da mafia dos patio e a mafia do leiloes de carros apreendidos

  6. Fernando Maranhão disse:

    Como podemos falar de corrupção e aceita- la tão naturalmente decepcionante saber que isso nunca terá fim ,meu sobrinho tentou tirar a cnh, logo venderam dificuldade e em seguida ,disseram é melhor pagar vc já tentou três vezes ou seja eles reprovaram ele de propósito , lamentável.Torço para que esse Homem Federal que vai assumir esse antro de corrupção ,mude alguma coisa.

  7. Lazaro Damion do Amaral disse:

    SISTEMA DE AUTOESCOLA

    Acabaram, com o principal profissional, do sistema de autoescola. Aquele instrutor que ensinou todos os vizinhos, todos os parentes. Os amigos dos parentes pegavam em um lugar deixava em outro, juntando o útil ao agradável, parte dos anos 80 e 90 trabalhei com o carro no meu nome eu era agregado em uma autoescola. Hoje conheço instrutores que perderam o carro, o único bem que possuíam porque as autoescolas faliram. Estes profissionais hoje não existem mais, os que existem virou ferramenta de arrecadação com o total apoio do sistema, número obrigatório de aulas, é uma falta de respeito aos alunos talentosos. Grandes partes dos alunos sonham em serem motoristas principalmente os mais pobres, desde criança observam tudo a respeito, completam idade, mas não tem dinheiro, sabem quase tudo, mas tem que passar pela armadilha das arrecadações números de aulas obrigatórias simuladoras etc. Tem aluno que precisa de cinco aulas ou menos, outros ate setenta ou mais. Talentos são diferentes, e ai que aparece os bons INSTRUTORES que e o elemento principal do sistema.
    Simulador então chega a ser uma piada na opinião de 90% dos usuários. Sendo que muitas autoescolas obrigam os alunos fazerem o nº máximo de aulas permitido, e com isto os alunos gastam muito mais, e aprendem muito menos. Tragam de volta o instrutor autônomo, e tirem essa ideia de que tem que tirar dinheiro da população a qualquer custo, ressuscite o nosso transito. Parem de perder tempo, em ficarem chateado os trabalhadores com fiscalização de nº de registros de aulas e cuidem dos exames, que é a única forma de ver o bom trabalho prestado pelas autoescolas. Já imaginaram o dono de cinquenta carros, como ele fica contente, com os alunos esperando a boa vontade da internet para abrirem e fechar as aulas pratica. Se um instrutor abrir uma aula errada, veiculo diferente ou coisa do tipo todo o Autoescola e suspenso por trinta dias, Qual e a logica disso? Cento e noventa países na terra e somos o quinto em mortalidade no transito.
    ° MORTE DE MOTOCICLISTA; Grande parte de acidentes fatais e não fatais, estão relacionada aos exames que são aplicados aos candidatos. O que se exigem nos exames, e a única coisa que a maioria dos autos escolas ensina. Por que os exames não exigem mudanças de marchas? Pelo menos até terceira, reduções, cetas para os dois lados, paradas e saídas em aclives. Por que facilitar tanto, uma coisa tão prazerosa quanto, perigosa. Pouquíssimas autoescolas ensinam o que tem que ser ensinado, a maioria só visão dinheiro, muitos alunos gastam as vinte aulas obrigatória aprendendo a sair em marcha lenta, para economia de gasolina, sem saber que tem que acelerar para a moto sair, e os alunos são colocados para exames na esperança de serem reprovados para pagarem as reprovas que variam de trezentos a quinhentos reais. Qual é a lógica de habilitar uma pessoa, em que o examinador nunca viu uma mudança de marcha e isto acontece muito, porque os exames do estado de São Paulo não exigem, e com isto continuamos sendo um dos campeões em mortalidade no transito.

Deixe uma resposta