Após ataques, Fortaleza reduz frota de ônibus em circulação e Governador pede reforço da Força Nacional

Foto: Reprodução TV Globo

Em nota, Etufor informa que colocou em prática um plano de contingência

ALEXANDRE PELEGI

Após uma série de ataques a ônibus e próprios públicos que começou na noite desta quarta-feira, dia 2 de janeiro de 2019, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) decidiu colocar em prática um pano de contingência que reduz a frota de ônibus circulando na capital cearense. Relembre: Fortaleza tem ataques a ônibus na noite desta quarta-feira, 2

Hoje pela manhã um ônibus foi incendiado na Avenida Cônego de Castro, no Parque Santa Rosa.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) informou que outros dois veículos foram parcialmente queimados no Bonsucesso e Serrinha. O Sindicato informa que 8 ônibus foram atacados.

Até o momento foram detidos 11 suspeitos. A Secretaria da Segurança informou que reforçou o policiamento.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou que pediu ao Governo Federal reforço de homens da Força Nacional de Segurança, Exército e Força de Intervenção Integrada (FIPI). Em nota publicada em sua página no Facebook, o Governador informou ter ligado diretamente ao ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, a quem solicitou ajuda.

camilo

Leia a íntegra da nota do Governador:

Sobre as ações criminosas registradas no Ceará nas últimas horas, informo que todas as medidas estão sendo adotadas pelo Governo do Estado, através das nossas Forças de Segurança, para proteger a população e coibir a ação dos criminosos. Determinei reforço de policiamento nas ruas desde a madrugada e, logo após as ações, nove pessoas foram autuadas e outras três estão sob investigação. Estive reunido com toda a cúpula da Segurança Pública e Sistema Penitenciário e reforcei minha determinação de continuar agindo com todo o rigor e dentro da lei para coibir as ações criminosas e estabelecer o total controle das unidades prisionais, conforme todo o planejamento que já vem sendo feito no Ceará. Como medidas adicionais importantes, anuncio:

  1. a nomeação imediata da turma de 220 novos agentes penitenciários, antes prevista para março;
  2. a imediata nomeação dos 373 novos policiais militares, já formados, para atuação nas ruas;
  3. a solicitação de apoio do Governo Federal, através do reforço de homens da Força Nacional de Segurança, Exército e Força de Intervenção Integrada (FIPI), para trabalhar em conjunto com os profissionais cearenses.

Conversei por telefone, hoje pela manhã, com o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, que se colocou à inteira disposição para o apoio necessário, e a quem agradeço. Entendo que o crime organizado ultrapassou as divisas dos estados e que, somente com a ação conjunta dos Estados com o Governo Federal, iremos vencer esse desafio.

Reafirmo aqui minha determinação de empregar todo o esforço necessário das Forças de Segurança no nosso Ceará para garantir a segurança dos cearenses, nossa prioridade absoluta.


Em outro ataque, seis veículos do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Horizonte pegaram fogo após serem atingidos por uma bomba caseira.

O plano de contingência anunciado pela Etufor prevê a redução de linhas sobrepostas, aquelas que fazem o mesmo itinerário com pequenas variações.

Leia a nota da Etufor:

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR) informa que, assim como ocorreu em outras situações de ataques a ônibus na capital, colocou em prática um plano de contingência do setor de transporte coletivo. O plano que visa, principalmente, a segurança dos passageiros, prevê a redução de linhas sobrepostas e o desvio nos locais em que aconteceram os ataques.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta