EXCLUSIVO: Sem subsídios ao transporte, passageiro de ônibus em São Paulo pagaria uma tarifa de R$ 7,01, diz gestão Bruno Covas em relatório

Dado consta em justificativa para aumento que será aplicado no dia 07. Por ano, os benefícios econômicos dos ônibus na cidade de São Paulo, de acordo com os cálculos da prefeitura, são de R$ 9,69 bilhões, ou 3,23 vezes mais que os subsídios de em torno de R$ 3 bilhões ADAMO BAZANI Se não houvesse subsídios ao sistema de ônibus na cidade de São Paulo, cada passageiro teria de pagar R$ 7,01 cada vez rodasse a roleta do coletivo. É o que sustenta a prefeitura de São Paulo em ofício enviado na última sexta-feira, 28 de dezembro de 2018, à Câmara Municipal para justificar o reajuste das tarifas de transportes públicos que passam a vigorar a partir do dia 07 de janeiro. O valor leva em conta os custos de operação e de manutenção da infraestrutura atual para a prestação dos serviços, o que inclui os terminais, pontos e equipamentos de monitoramento e fiscalização. Somente as operações custariam R$ 6,54, conforme mostra o documento ao qual o Diário do Transporte teve acesso. O relatório ainda destaca que a maior fonte de custeio é o passageiro comum, que representa 51,2% da receita do sistema de ônibus. O vale-transporte pago pelos empregadores, … Continue lendo EXCLUSIVO: Sem subsídios ao transporte, passageiro de ônibus em São Paulo pagaria uma tarifa de R$ 7,01, diz gestão Bruno Covas em relatório