Linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da CPTM operam com velocidade reduzida

Inicialmente, um alagamento causou problemas na operação das composições na linha 7. Foto: Divulgação.

Próximo ao fim da operação, não há previsão para normalização do sistema

JESSICA MARQUES

As linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) operam com velocidade reduzida no fim da noite deste domingo, 23 de dezembro de 2018. Próximo ao fim da operação, não há previsão para normalização do sistema.

As chuvas do fim da tarde deste domingo, 23 de dezembro de 2018, afetaram a circulação de trens da Linha 7-Rubi na capital paulista, por volta de 17h20. Inicialmente, um alagamento causou problemas na operação das composições.

Relembre: Alagamento interrompe circulação de trens na Linha 7-Rubi da CPTM

Devido ao alagamento, a circulação de trens foi interrompida entre as Estações Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista. Por conta da intercorrência, toda a linha operou com velocidade reduzida e ônibus do Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) foram acionados.

Por volta de 20h, o trecho foi liberado. Contudo, desde então, os trens circulam com intervalos maiores entre as estações Francisco Morato e Jundiaí. Segundo a CPTM, o motivo da lentidão é o reflexo da chuva forte.

Próximo às 22h, a linha 10-Turquesa, que liga o ABC à Capital Paulista, passou a operar com lentidão em toda a extensão, de Rio Grande da Serra ao Brás.

Desta vez, a CPTM apontou problemas técnicos nos equipamentos de via como causa para a lentidão. Em ambos os casos, não há previsão de normalização.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta