Oficialmente, STM confirma estudos para aumento de tarifas de transportes públicos, mas diz que valores devem ser ainda definidos

Trens, Metrô e Ônibus da cidade de São Paulo costumam ter reajustes de tarifas juntos

Gestão Bruno Covas diz que ainda não há definição para os ônibus . No início da manhã, Globo disse que valor unitário será de R$ 4,25

ADAMO BAZANI

As tarifas de ônibus, trens e metrô na capital e nas cidades da Grande São Paulo devem ser reajustadas em janeiro.

A STM – Secretaria dos Transportes Metropolitanos, do Governo do Estado, confirmou ao Diário do Transporte por meio de nota, na manhã desta terça-feira, 18 de dezembro de 2018, que há estudos sobre reajustes, mas que habitualmente, os valores são oficializados em janeiro de cada ano, embora que em ocasiões anteriores, os valores foram definidos em dezembro, levados ao conhecimento dos parlamentares e aplicados em janeiro. Veja na íntegra:

A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) informa que estuda algumas possibilidades sobre a questão de reajuste de tarifa. No entanto, historicamente, a definição sobre o assunto ocorre em janeiro de cada ano.

A STM é responsável pela Companhia do Metrô, CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, que gerencia os ônibus intermunicipais metropolitanos.

A gestão do prefeito Bruno Covas, de forma oficial também, informou nesta amanhã que ainda não há definições de datas, valores e eventuais reajustes nos valores das passagens dos ônibus municipais.

Habitualmente, sistemas de trilhos da capital e Grande São Paulo e dos ônibus da cidade de São Paulo aumentam as tarifas em conjunto e nos mesmos percentuais devido à integração pelo Bilhete Único.

No início da manhã, a TV Globo informou que a viagens unitárias dos sistemas gerenciados pela SPTrans e STM serão de R$ 4,25 a partir de 06 de janeiro.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta