Rodízio municipal de veículos será suspenso de 21 de dezembro a 13 de janeiro, diz CET

Ônibus de fretamento. Mesmo com férias, restrição a fretados continua. Foto: Adamo Bazani/Diário do Transporte – Clique para ampliar

Fiscalização sobre carros e motos volta no dia 14 de janeiro. Restrição a caminhões e a ônibus fretados continua normalmente neste período

ADAMO BAZANI

A CET – Companhia de Engenharia de Tráfego divulgou na manhã desta terça-feira, 11 de dezembro de 2018, o período de suspensão do rodízio municipal de veículos devido às férias de fim e início de ano.

A liberação será total na cidade entre os dias 21 de dezembro e 13 de janeiro somente para carros e motos independentemente dos finais das placas.

O rodízio volta a vigorar no dia 14 de janeiro.

Mas atenção, em nota, a CET diz que as restrições para caminhões e ônibus e vans de fretamento continuam normalmente neste período.

“A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes informa que a Operação Horário de Pico (rodízio municipal de veículos) estará suspensa para os veículos de passeio (automóveis) a partir do dia 21/12/2018. Vão continuar valendo normalmente o rodízio de placas para veículos pesados (caminhões) e as demais restrições: Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF).”

O rodízio vigora de segunda a sexta-feira, de acordo com o final da placa de cada de veículo, das 7h às 10h e das 17h00 às 20h.

Quem for pego desrespeitando o rodízio comete infração de trânsito de nível médio, resultando em multa no valor de R$ 130,16 e acréscimo de quatro pontos no prontuário do motorista.

Os dias do rodízio de acordo com os finais das placas são:

Segunda-feira: 1 e 2

Terça-feira: 3 e 4

Quarta-feira: 5 e 6

Quinta-feira: 7 e 8

Sexta-feira: 9 e 0

“Durante o rodízio os veículos ficam impedidos de circular no Centro Expandido, incluindo as vias que delimitam o chamado Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D´Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf” – explica a CET, em nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta