Após falha, circulação de trens da Linha 10-Turquesa entra em processo de normalização

Atrasos causaram aglomeração no embarque e desembarque. Foto: Adamo Bazani.

Na estação Utinga, portas não abriram e foi necessário realizar a abertura manualmente

ADAMO BAZANI / JESSICA MARQUES

Após uma falha registrada por volta de 17h desta quarta-feira, 14 de novembro de 2018, a circulação de trens da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Transportes Metropolitanos) entrou em processo de normalização.

O problema teve início quando, na estação Utinga, em Santo André, no ABC Paulista, as portas dos três últimos carros do trem não abriram. Na ocasião, foi necessário realizar a abertura manualmente.

Em seguida, o trem teve que ser encaminhado para a manutenção, mas o deslocamento afetou a operação das demais composições.

Por mais de 15 minutos, os passageiros tiveram que aguardar em um trem parado entre as estações São Caetano e Utinga, no sentido Rio Grande da Serra.

Em seguida, o trem teve que retornar para São Caetano, seguindo pelo sentido contrário, para retomar a viagem no sentido Rio Grande da Serra por outra via.

Durante o problema, o maquinista informou aos usuários que houve uma avaria no trem à frente e que aguarda liberação de via para prosseguir viagem. Após alguns instantes, informou sobre o retorno para a estação São Caetano.

Relembre: Falha em trem causa lentidão na Linha 10-Turquesa da CPTM

CORREDOR ABD

67b67f73-3555-48da-a8aa-1a5c6b652a9c

Fila na Plataforma E do Terminal Santo André / Oeste.

Ainda no ABC Paulista, passageiros enfrentaram outro problema nos transportes. O Corredor ABD está com maiores intervalos por causa de falta de energia na rede de trólebus.

A linha 284 São Mateus/Santo André Oeste é a mais atingida. Há filas nas plataformas do terminal de Santo André e não há previsão de normalização.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta