Prefeitura do Rio aplica multas ao consórcio Santa Cruz por cobrança indevida de tarifa e lacra ônibus da Pégaso

Ônibus sendo abordado por equipes de fiscalização. Foto: SMTR – Clique para Ampliar

Ao todo, 16 autuações foram aplicadas. Ar-condicionado inoperante também foi problema encontrado

ADAMO BAZANI

A Secretaria Municipal de Transportes informou neste sábado, 10 de novembro de 2018, que aplicou nove multas ao consórcio Santa Cruz, responsável pelas linhas 821, 835 e 838 por cobrança do valor de passagem diferente do estabelecido pelo poder público.

O valor da tarifa é de R$ 3,95, mas no letreiro, segundo a SMTR, aparecia a mensagem de que em dinheiro, o valor era de R$ 3,50.

De acordo com a secretaria, em nota, mesmo cobrando menos, a empresa é multada se não tiver autorização.

“Vale destacar que a cobrança de tarifa com valor superior ao determinado constitui infração gravíssima, correspondente a 520 Ufir-RJ (R$ 1.712,83). No caso de cobrança de valor inferior, sem autorização do órgão gestor, a infração é média, correspondente a 130 Ufir-RJ (R$ 428,07).” – diz a nota

Além disso, as equipes de fiscalização também encontraram problemas como ônibus com vistoria vencida, má conservação, ar condicionado inoperante e circulação com frota abaixo do determinado. Por estas infrações, foram aplicadas sete multas.

Ao todo, segundo a secretaria da gestão Marcelo Crivella, foram 16 autuações.

As equipes também lacraram três ônibus da empresa Pégaso por apresentarem vistoria vencida.

As operações ocorreram na quinta-feira, 08 de novembro, mas somente neste sábado a SMTR divulgou o balanço.

Ar-condicionado estava inoperante em alguns veículos

O órgão diz ainda na nota que a população pode denunciar irregularidades nos transportes municipais.

“A SMTR segue realizando monitoramento das linhas e ações de fiscalização em diferentes pontos da cidade para verificar as condições da frota e os serviços ofertados pelos consórcios, e reforça a importância da contribuição da população ao registrar, através do 1746, irregularidades encontradas no Sistema de Transporte Público por Ônibus.”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: