Suspeito de receber propinas nas obras da Linha 5-Lilás do Metrô, ex-presidente do TCE vira réu

Justiça aceitou denúncia do MPE contra Eduardo Bittencourt Carvalho

ADAMO BAZANI

O ex-presidente do TCE, Eduardo Bittencourt Carvalho, se tornou réu numa ação que investiga o recebimento de propina de R$ 2 milhões nas obras da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo.

Segundo o Ministério Público do Estado de São Paulo, Carvalho teria cobrado o valor para votar favoravelmente à aprovação das contas das obras entre 2010 e 2012 e, assim, beneficiar um cartel de empreiteiras.

A denúncia, que foi aceita pela juíza Lilian Lage Humes, da 12ª Vara Criminal, se baseou em delações premiadas de funcionários da Camargo Corrêa S.A., que falaram como funcionaria o esquema de irregularidades nas obras da Linha 5-Lilás.

Eduardo Bittencourt Carvalho foi desligado do TCE em abril de 2012 e chegou a presidir a corte nos anos de 1993, 1999 e 2008.

A juíza aceitou a denúncia por ver indícios de fraudes.

A defesa do ex-presidente do TCE não se manifestou.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: