Ônibus a Gás Natural vão contribuir para a redução das emissões de materiais particulados em Bogotá, diz Scania que vai fornecer 481 unidades com carroceria Busscar colombiana para o Transmilênio

Ônibus a gás natural da Scania. Foto: Divulgação Scania – Clique para Ampliar

Como mostrou o Diário do Transporte na semana passada, licitação vai possibilitar a renovação de 1400 ônibus até 2020

ADAMO BAZANI

A Scania, que vai fornecer 481 ônibus com carroceria da Busscar colombiana para o sistema Transmilênio, de Bogotá e cidades vizinhas, na Colômbia, acredita que os veículos devem ajudar a reduzir a poluição do ar no local.

Isso porque, as unidades são movidas a Gás Natural.

Como mostrou o Diário do Transporte no último sábado, o governo colombiano divulgou na sexta-feira, 02 de novembro de 2018, o resultado da licitação para definir as empresas que vão operar o sistema.

Todos os veículos a Gás Natural serão fornecidos pela Scania para a operadora SI2018 – Sistema Integrado de Provisón de Flota Si 2018, sendo vencedora em três dos seis lotes licitados: Suba, com uma frota de 125 biarticulados; o Portal Norte, com 172 articulados e 57 biarticulados; e o Calle 80 com 107 biarticulados.

O lote Tunal – Sur II foi vencido pela Bogotá Movil Provisón, com 196 articulados e 228 biarticulados a diesel. A Plural Mc Masivo (Milenio, Missandei, Banquero Torres Y Arias Reyes) venceu o lote da região Usme com 92 articulados e 158 biarticulados a diesel Euro V.

Uma frota de aproximadamente 700 ônibus a diesel Euro V com filtros de partículas será fornecida pela Volvo.

O lote Americas foi declarado deserto e deve ser feita uma nova licitação. Para este lote, estão previstos 260 ônibus.

Uma proposta de operação de ônibus elétricos, da Verde Transportes, foi desclassificada. A comissão julgadora disse que faltavam detalhes da viabilidade econômica.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/11/03/licitacao-do-transmilenio-vai-colocar-no-sistema-1-400-onibus-novos-volvo-vai-fornecer-700-onibus-a-diesel-e-scania-461-a-gas-natural/

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 07 de novembro de 2018, a Scania diz que a venda é a maior da história da marca de um lote único de veículos urbanos.

Ao todo, serão “302 biarticulados com potência de 340 cavalos e capacidade para transportar até 250 passageiros, e outros 179 articulados, com motores 320 Hp e capacidade para até 160 passageiros. Todos os 481 veículos serão produzidos na fábrica da Scania Latin America, em São Bernardo do Campo” , no ABC Paulista.

Na mesma nota, o presidente e CEO da Scania Latin America, Christopher Podgorski, diz que a fábrica do ABC Paulista está preparada para produzir este tipo de veículo.

“Esta operação confirma o compromisso da Scania em liderar a transformação para sistemas de transporte mais sustentáveis. A nossa planta de São Bernardo do Campo é parte do Sistema de Produção Global da Scania e está preparada para produzir estes veículos com tecnologia de ponta”, disse.

A fabricante diz que os ônibus a gás natural pode possibilitar “uma redução de emissões de mais de 98% de material particulado (PM), 96% de óxido de nitrogênio (NOx) e 20% de dióxido de carbono (CO2) em comparação com a maioria dos ônibus disponíveis na cidade, com tecnologia Euro II. Os três tipos de materiais poluentes são a principal causa de doenças e mortes por problemas respiratórios.”

A montadora ainda faz comparações de redução com as estimativas de poluição no sistema de Bogotá e região.

“Como exemplo, os novos veículos Scania emitem uma quantidade de partículas ultrafinas (20.000 partículas/cm3) inferiores à concentração de partículas ultrafinas encontradas no ar ambiente da cidade de Bogotá (150.000 partículas/cm3). Para comparação, os ônibus que transitam na cidade de Bogotá atualmente emitem 70 milhões por cm3.”

O diretor-geral da Scania na Colômbia, Juan Carlos Ocampo, disse que o modelo já é utilizado em outros sistemas.

“Os ônibus Scania Euro 6 a gás são uma realidade no transporte urbano na Europa e desde 2015 um total de 227 com esta tecnologia operam na cidade colombiana de Cartagena. As autoridades e operadores colombianos viram que esta tecnologia é ideal para centros urbanos, pois praticamente não polui o ar e faz pouco ruído, uma solução verdadeiramente sustentável”

A montadora ainda relata que durante a licitação, a maior parte das propostas das concorrentes considerava o uso do Gás Natural.

A licitação foi dividida em duas partes: a primeira relacionada ao fornecimento da frota e a segunda à operação. Na primeira etapa, de um total de 31 propostas apresentadas, 17 delas (55%) eram com ônibus Scania com tecnologia Euro 6 a gás; enquanto na segunda etapa (licitação de operação) das sete propostas entregues, quatro delas foram apresentadas com a Scania como fornecedor.”

“Os novos ônibus Scania Euro 6 a gás começarão a operar no Transmilenio no primeiro semestre de 2019, e todas as unidades terão carroceria da empresa colombiana Busscar. A Scania será responsável por fornecer ao operador não apenas os ônibus, mas também toda a manutenção dos veículos.” – complementa a nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: