Com crescimento nas vendas de ônibus e caminhões, Volks contrata 350 e abre segundo turno parcial

No mercado de chassi de ônibus, marca está em segundo lugar com quase 20% de participação. Foto: Divulgação – Clique para ampliar.

Chassis de ônibus e caminhões extrapesados são destaques

ADAMO BAZANI

O crescimento nas vendas de caminhões e ônibus fez com que a MAN Volkswagen decidisse pela abertura de um segundo turno parcial a partir dezembro e contratasse 350 trabalhadores para a planta de Resende, no Rio de Janeiro.

A medida foi anunciada nesta terça-feira, 30 de outubro de 2018, pelo presidente e CEO da marca, Roberto Cortes, durante visita de Andreas Renschler, CEO mundial do Grupo TRATON, e de representantes do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense nesta terça-feira em na cidade de São Paulo.

O executivo destacou em nota enviada pela assessoria de imprensa os segmentos de chassis de ônibus e caminhões extrapesados.

“Abriremos um turno extra de produção para a montagem de chassis de ônibus e de caminhões extrapesados. Para isso, já em novembro, nós e as empresas do Consórcio Modular, parceiras de manufatura em Resende, iniciaremos as contratações e treinamentos. Também pretendemos aumentar a atual produção dos demais modelos, contando com parte dos novos colaboradores”, explica Cortes.

Segundo Cortes, as vendas têm crescido de maneira gradual e o clima é de otimismo para 2019, o que motivou a decisão.

“De janeiro a setembro deste ano, as vendas brasileiras de caminhões aumentaram quase 50% em comparação com o mesmo período do ano passado. Já o mercado doméstico de ônibus cresceu 22,4% nessa mesma base de comparação. O agronegócio em alta, a retomada das vendas e a expectativa de melhora nos índices de confiança e no ambiente de negócios mostram que estamos no caminho certo”, diz Cortes.

A Volkswagen diz que lidera nos licenciamentos de caminhões acima de cinco toneladas, com 28% de participação no mercado, e é a segunda no segmento de ônibus, com quase 20% de participação.

A fábrica de Resende tem 22 anos e produz hoje mais de 50 diferentes modelos de caminhões e 35 opções de chassis de ônibus, com duas linhas de produção que abastecem o mercado nacional e mais de 30 países da América Latina e África.

“A montadora ainda tem fábrica em Querétaro, no México, onde monta caminhões e ônibus das marcas Volkswagen e MAN, e mantém parcerias produtivas com a MAN Truck & Bus na África do Sul e com o Grupo Leventis na Nigéria.” – destaca ainda a marca.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Com crescimento nas vendas de ônibus e caminhões, Volks contrata 350 e abre segundo turno parcial

  1. Tive o prazer de conhecer essa fábrica ano passado foi maravilhoso espero que a volks chame de novo pra conhecer irei com certeza

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: