Grupo Leblon promove palestras de orientação sobre o câncer de mama

Palestras foram realizadas em dois horários para ampliar as possibilidades de participação. Foto: Divulgação (Leblon)/Clique para ampliar

Prevenção é a melhor saída para combater doença que mata por ano, quase 15 mil mulheres somente no Brasil

ADAMO BAZANI

O Grupo Leblon Transporte de Passageiros, que atua em Curitiba e Região Metropolitana, realizou na última sexta-feira, 19 de outubro de 2018, palestras e atividades para conscientização sobre o câncer de mama, destinadas às colaboradoras.

Os encontros ocorreram em dois horários, um na parte da manhã e outro à tarde, para dar oportunidade para o maior número de funcionárias participarem, compatibilizando assim as atividades com os horários de trabalho e rotina familiar.

As palestras ocorreram dentro da programação do “Outubro Rosa”, um movimento mundial que teve início em 1990, em Nova Iorque, na primeira Corrida pela Cura. A data procura incentivar o debate sobre como conter o avanço do câncer de mama.

Nas palestras realizadas na sede do Grupo Leblon, em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, foram abordados temas como a importância da prevenção, com o autoexame e atividades saudáveis de vida.

As participantes foram incentivadas a usarem roupas rosas, cor símbolo do movimento.

Uma pesquisa publicada no dia 18 de outubro na revista Nature, que teve a participação do Ministério da Saúde do Brasil, revela que 12% dos casos de câncer da mama no País poderiam ter sido evitados com atividades físicas.

Segundo o estudo, 2.075 mortes que ocorreram em 2015 poderiam ter sido evitadas se as mulheres realizassem uma caminhada de 30 minutos ao dia cinco vezes por semana.

A pesquisa mostra que o excesso de estrogênio no organismo é uma das causas do câncer de mama. Atividades físicas ajudam a diminuir o estradiol evitando o acúmulo de substâncias que podem levar ao câncer.

Dados da OMS – Organização Mundial da Saúde mostram a gravidade do problema. Em 2017, em todo o mundo, 459 mil pessoas morreram de câncer de mama. No Brasil, de acordo com Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa é que neste ano possam perder a vida, 14,3 mil pessoas e surjam 57,9 mil novos casos.

Deste total de mortes, 181 são estimadas para homens, de acordo com Sociedade Brasileira de Mastologia.

Isso porque, apesar de representar a minoria dos casos, o câncer de mama também pode atingir indivíduos do sexo masculino.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: