Prefeitura anuncia início de operação da nova balsa de São Bernardo do Campo para terça-feira

Capacidade da embarcação foi ampliada de 200 para 400 pessoas e de 18 para 40 carros por trajeto

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, anunciou o início da operação da nova Balsa João Basso para terça-feira, 16 de outubro de 2018. A capacidade da embarcação foi ampliada de 200 para 400 pessoas e de 18 para 40 carros por trajeto.

Conforme informado pela administração municipal, a balsa já está na água, a caminho de São Bernardo do Campo. A embarcação aguardava o aval da Marinha nos aspectos de vistoria sobre funcionalidade, o que foi concedido.

A operação de substituição da balsa vai ocorrer a partir das 22h de segunda-feira, 15 de outubro de 2018, com prazo de finalização até 6h de terça-feira, 16. Neste período, os serviços estarão suspensos e a balsa não transportará pedestres ou automóveis.

Em nota, a Prefeitura informou que elaborou um “planejamento especial para atender a população em todos os serviços essências durante todo o andamento da ação, bem como a logística entre as extremidades da região”.

Confira os detalhes:

SAÚDE – Na Unidade Básica de Saúde Santa Cruz, unidade de atendimento da população do pós-Balsa, serão disponibilizadas duas ambulâncias, assim também como médicos plantonistas.

SEGURANÇA – A partir das 20h da segunda-feira, o efetivo de Guardas Civis Municipais e também de viaturas serão ampliado nas localidades correspondentes. A Guarda fará operação de apoio aos funcionários e também trabalhará em conjunto com o 40º Batalhão da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, em ação especial, para atender eventuais ocorrências.

EDUCAÇÃO – Os professores, assim como todos os funcionários das escolas do pós-Balsa, serão transportes por veículos disponibilizados pela Secretaria de Educação para o expediente desta terça-feira.

TRANSPORTE – Todos os setores envolvidos na operação de funcionalidade do pós-Balsa farão o acesso a região pelo km 37 da Rodovia Imigrantes. A administração municipal fez a interlocução com a Ecovias, concessionária responsável pelo sistema viário, para garantir adicionais atendimentos.

COMUNICAÇÃO – A Prefeitura iniciou o processo de divulgação do serviço, como comunicação visual, com banners informativos, cartazes nos ônibus, UBSs, além entrega pessoalmente aos moradores.

De responsabilidade da Emae (Empresa Metropolitana de Águas e Energia), a balsa custou aproximadamente R$ 2 milhões.

Todo o processo de condução da substituição da Balsa João Basso foi coordenado pela ETC (Empresa de Transporte Coletivo) de São Bernardo, que tem como presidente Ademir Silvestre.

Segundo informações da Prefeitura, atualmente, a fila de espera para o uso da balsa está em torno de uma hora, na semana, e cerca de três horas, aos finais de semana.

A ampliação da balsa é uma demanda antiga e, somente em dezembro de 2017, a Prefeitura conseguiu oficializar a autorização para a instalar a nova embarcação.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 comentário em Prefeitura anuncia início de operação da nova balsa de São Bernardo do Campo para terça-feira

  1. Muito boa essas notícias

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: