Rodoviários entram no 5º dia de greve em Macaé (RJ)

Foto: Renan Gouvêa/ Inter TV

Prefeitura decretou estado de calamidade pública no transporte; TRT proibiu uso de vans escolares para o transporte de pessoas

ALEXANDRE PELEGI

Alegando não receber reajuste salarial adequado há três anos, os rodoviários de Macaé, cidade do Rio de Janeiro, entraram hoje no quinto dia de paralisação.

A greve começou na última terça-feira, dia 25 de setembro de 2018.

Na quarta-feira motoristas e cobradores fizeram nova paralisação, mas não chegaram a um acordo com a direção da empresa Sistema Integrado de Transporte (SIT), que opera o transporte público local.

Segundo os rodoviários, o reajuste salarial em 2016 deveria ter sido de 16%, mas eles receberam apenas 9,5%. A SIT propôs agora reajuste de 2%, o que não foi aceito pelos trabalhadores.

No fim da tarde desta quarta-feira, dia 27 de setembro, a desembargadora do TRT, Rosana Salim Villela Travesedo, entendeu que a greve dos rodoviários é legítima. Ela determinou, juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Macaé, que a frota em operação deveria ser reduzida à metade a partir da zero hora de quinta-feira, dia 27.

A prefeitura decretou estado de calamidade pública no transporte, e suspendeu as aulas nas escolas municipais nesta quinta e sexta-feira. A ideia da prefeitura era usar a frota de ônibus e vans escolares para transportar a população gratuitamente.

O TRT, no entanto, e após denúncia do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários, Aluízio Viana, proibiu o uso de veículos do transporte escolar para atendimento à população durante a greve. O transporte escolar não pode ser utilizado para outra finalidade.

A multa em caso de descumprimento é de R$ 50 mil por dia, valendo desde esta quinta-feira, dia 27.

Em nota enviada à imprensa a SIT afirma “todas as linhas de ônibus estão circulando e a operação está com 71% da sua frota nos horários de pico e com 65% nos horários entre pico“.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Roberto Lopes disse:

    Os responsáveis pelo SIT, estão mentindo aos usuários do transporte público, nem se quer cumprem o que foi determinado pelo TRT de pôr em circulação 50% da frota.

Deixe uma resposta