Rodoviários e metroviários de Brasília cancelam greve anunciada para segunda-feira

Em assembleia, representantes da categoria votaram contra a paralisação

JESSICA MARQUES

Os rodoviários e metroviários de Brasília cancelaram a greve que estava anunciada para esta segunda-feira, 24 de setembro de 2018.

Em assembleia realizada neste domingo, 23 de setembro de 2018, o Sindicato dos Rodoviários de Brasília votou contra a paralisação.

A decisão em conjunto veio após a proposta das empresas de ônibus em garantir um reajuste salarial de 4,45% e não terceirizar o serviço.

A proposta inicial feita pelos trabalhadores era de um reajuste salarial de 7%. Contudo, as empresas não concordaram com o valor e fizeram a contra proposta de pouco mais da metade.

Além do reajuste e da não terceirização, os trabalhadores também garantiram redução de taxas dos planos de saúde e odontológico.

Outra conquista da categoria foi um aumento de 5% no vale-alimentação e fornecimento de cesta básica em até seis meses para funcionários que precisem ser afastados, conforme noticiado pelo Correio Braziliense.

Outro item da proposta aceita pelos trabalhadores é que os funcionários com mais de cinco anos nas empresas terão reajuste superior a 9%. A medida entra em vigor a partir da remuneração de outubro, mas o salário de agosto e setembro será pago como retroativo.

Em assembleia, os rodoviários e metroviários haviam decidido cruzar os braços na segunda-feira, 24 de setembro de 2018.

Relembre: Distrito Federal pode ter greve em ônibus e metrô

METROVIÁRIOS

Os metroviários decidiram em assembleia, no sábado, que não haverá greve na segunda-feira. A decisão foi tomada porque o Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região determinou que o Governo do Distrito Federal concedesse o reajuste de mais de 8% solicitado pela categoria.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luis Marcello Gallo disse:

    Cadê o texto da matéria?

Deixe uma resposta