Greve de ônibus deixa moradores de Santa Isabel (SP) sem transporte

Os trabalhadores também denunciaram más condições dos veículos que operam na empresa. Foto: Divulgação.

Funcionários da empresa PEM reivindicam salários e benefícios atrasados

JESSICA MARQUES

Uma greve de ônibus deixou os moradores de Santa Isabel sem transporte na Região Metropolitana de São Paulo. A paralisação foi iniciada na manhã desta segunda-feira, 10 de setembro de 2018.

Segundo informações da imprensa local, os funcionários da empresa PEM reivindicam salários e benefícios atrasados. Cruzaram os braços fiscais, motoristas, cobradores e monitores do transporte escolar da cidade.

Os trabalhadores também denunciaram más condições dos veículos que operam na empresa. A cidade, ao todo, tem 15 linhas de ônibus e 16 veículos da empresa PEM, que não circulam nesta segunda.

O transporte escolar municipal, que também é operado pela PEM, foi afetado. Ao todo, dez ônibus estão parados. Por sua vez, os 18 veículos que são terceirizados operam normalmente.

A Prefeitura de Santa Isabel informou que não há atrasos por parte da administração municipal . O contrato com a PEM para transporte público e escolar foi firmado em 2015, com duração de 15 anos.

A Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos informou que a Prefeitura está avaliando o que pode ser feito para resolver a situação dos funcionários.

A prefeita Fábia Porto afirmou à mídia local que avalia também o cancelamento do contrato com a empresa, pelo fato de as reclamações serem de longa data.

A PEM não se posicionou até o início desta tarde e não houve um acordo entre a empresa e os funcionários, portanto, a greve ainda está ocorrendo.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta