Emplacamentos de ônibus acumulam alta de 16% no ano, mas caem em agosto

Renovação de frota deve continuar no segundo semestre, mas em ritmo menor.

Ritmo no segundo semestre pode ser menor após eleições

ADAMO BAZANI

Os números do mercado de ônibus continuam positivos, mas no segundo semestre há possibilidade de a produção e venda reduzirem o ritmo sem, no entanto, resultar num acumulado negativo.

A Fenabrave – Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos Automotores, que reúne as concessionárias e revendedoras, divulgou o balanço de venda de veículos referente ao mês de agosto e o acumulado até agora.

Os emplacamentos de ônibus somam alta de 16,12% entre janeiro e agosto na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram licenciados neste ano, até agora, 11.351 ônibus e, nos oito primeiros meses de 2017, o volume foi de 9.775 veículos de transporte coletivo.

Mas o mês de agosto deu uma derrapada em relação a julho, registrando queda de 14,64%, com 1.954 unidades no oitavo mês ante 2.289 do mês sete. Mas na comparação com agosto de 2017, neste ano, o mês foi 5,97% mais aquecido.

O mercado de ônibus não descarta a possibilidade de que o segundo semestre tenha um desempenho mais modesto que o primeiro.

Um dos motivos é que terá passado o processo eleitoral, que influencia muito no mercado principalmente dos ônibus urbanos. Renovação de frota, sempre dá voto e os empresários acabam sendo “estimulados” a comprar ônibus novos neste momento.

Outro motivo que pode ser apontado para o primeiro semestre ser mais aquecido que o segundo, é a entrada em vigor da obrigatoriedade das plataformas de transbordo nos ônibus rodoviários no lugar das desconfortáveis e inseguras cadeiras de transbordo.
As plataformas oferecem dignidade para os passageiros e para quem trabalha com o ônibus, mas deixam o veículo mais caro e os empresários aproveitaram e anteciparam as renovações para comprar ônibus mais barato.

RANKING:

Em relação às marcas, Mercedes-Benz continua liderando com 62% de todo o mercado de ônibus, seguida de Volkswagen e Volare.

Confira

1º) Mercedes-Benz: 7.043 ônibus com 62,05% de participação no mercado.

2º) Volkswagen: 1.460 ônibus com 12,86% de participação no mercado.

3º) Volare: 1.103 ônibus com 9,72% de participação no mercado.

4º) Iveco (inclui mininonibus CityClass): 890 ônibus com 7,84% de participação no mercado.

5º) Scania: 443 ônibus com 3,9% de participação no mercado.

6º) Volvo: 241 ônibus com 2,12% de participação no mercado.

7º) Agrale: 144 ônibus com 1,27% de participação no mercado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta