Metra entrega 1,5 tonelada de mantimentos para instituição beneficente de Santo André

Mantimentos serão usados para manutenção do trabalho social da Casa de Lucas, no ABC

Empresa levou 119 crianças para espetáculo teatral

ADAMO BAZANI

Colaborou Jessica Marques

A empresa operadora do Corredor Metropolitano ABD, de ônibus e trólebus, Metra, encerrou a semana do Dia de Fazer a Diferença, no último sábado, 25 de agosto, com a doação de 1,5 tonelada de mantimentos, em especial, alimentos não perecíveis para a Casa de Lucas, que atende a crianças em condição de vulnerabilidade social, localizada na cidade de Santo André.

A diretora da empresa, Maria Beatriz Setti Braga, durante a entrega, falou sobre a importância das oportunidades dadas aos semelhantes e relembrou um pouco da atuação da família nos transportes da região do ABC, que já ultrapassa 100 anos. Há vários anos, a família realiza ações sociais.

“Minha mãe, meu pai e eu, quando íamos aos orfanatos e asilos [levávamos] saco de batata, saco de arroz, saco de feijão, de 60 quilos. A gente punha no ônibus mesmo, entre os bancos, no corredor … Arrumávamos os cabelos das crianças, dos velhinhos, fazíamos as unhas, era uma diversão…” – disse.

A empresária também destacou o trabalho da Casa de Lucas.

“Vocês [voluntários da Casa de Luca] são expoentes na nossa área [do ABC] e são na verdade uma das melhores casas, onde se abriga, onde se ensina, se mantém os valores” – complementou.

A organização atua desde 1994 oferecendo serviço socioassistencial para crianças e adolescentes de seis a 14 anos de comunidades carentes.

A empresa também levou 119 crianças para assistir aos espetáculos infantis “A mágica fábrica de chocolate” e “O mar não está para peixe”, no Teatro Ruth Escobar, em São Paulo.

A DATA

O “Dia de Fazer a Diferença” é uma ação de mobilização para ações sociais simultâneas do mundo, com a participação de mais de três milhões de voluntários. É um dia de grande emoção em que a sociedade se une para fazer a diferença, realizando ações sociais na comunidade e experimentando o sentimento único da solidariedade coletiva.

A iniciativa surgiu nos Estados Unidos, em 1990, a partir de uma ideia da jornalista Marcia Bullard, quando ela era editora da revista USA Weekend. No Brasil, a ação é realizada desde 1998 com a participação de empresas, Organizações Não-Governamentais, escolas e diversas entidades.

A Metra, que participa da ação, é uma das empresas do Grupo de Transportes Auto Viação ABC. Possui frota com cerca de 270 veículos com tecnologias sustentáveis, como os trólebus e o elétrico puro e os veículos elétricos híbridos com baixa emissão de CO2.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: