Polícia Civil de São Paulo conclui que estudante não foi estuprada em estação do Metrô

Após análise de imagens, jovem afirmou que o crime não ocorreu

JESSICA MARQUES

A Polícia Civil de São Paulo concluiu a investigação sobre o caso da estudante de 18 anos que disse ter sido estuprada na estação Sacomã do Metrô. Segundo informações da polícia, a jovem afirmou que não houve o estupro.

A equipe de investigação da Polícia Civil chegou à conclusão após analisar as imagens do Metrô, que mostram a jovem sozinha no período em que ficou na estação. Não foi identificada  no circuito de vigilância nenhuma movimentação suspeita que coincidisse com a primeira versão da estudante.

Ainda de acordo com informações da polícia, a jovem teria admitido que mentiu sobre o fato, alegando problemas familiares. O novo depoimento foi realizado na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher, na Zona Sul de São Paulo, na tarde desta segunda-feira, 28 de agosto de 2018.

Devido à conclusão das investigações, a estudante deve ser indiciada por comunicação falsa de crime, conforme previsto no Código Penal, de acordo com o que foi informado pela Polícia Civil.

A SSP (Secretaria de Segurança Pública), por sua vez, informou que as investigações ainda estão em andamento. “A 2ª DDM instaurou inquérito para apurar o caso”, informou, em nota.

“As imagens das câmeras de segurança foram entregues pelo Metrô. A análise das imagens mostra que, até o momento, não foi possível confirmar o crime dentro da estação”. Ainda segundo a SSP, a estudante foi ouvida novamente e não confirmou o crime.

Em nota ao Diário do Transporte, o Metrô informou que apenas em 18 de agosto uma jovem procurou ajuda dos seguranças da estação Vila Mariana, que relatava na ocasião ter sido vítima de crime sexual, mas fora das dependências do Metrô.

A companhia afirmou que os casos relatados como uma onda de crimes sexuais nas estações são boatos.

Relembre: Metrô de São Paulo desmente boato sobre onda de crimes sexuais em estações e trens

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: