Campo Grande (MS) exige cadastro com foto para integração nos ônibus do Consórcio Guaicurus

A intenção da nova regra é controlar o uso do benefício, impedindo que o passageiro empreste o bilhete para outra pessoa, que não pagaria a tarifa. Foto: Divulgação.

Passageiros têm um ano para atender a exigência

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, passou a exigir um cadastro com foto para que o passageiro possa fazer integração nos ônibus municipais, operados pelo Consórcio Guaicurus.

Os passageiros têm um ano para atender a exigência, contando a partir da data de publicação do decreto que define a mudança, 14 de agosto. Com a mudança, será feita a identificação facial do usuário do transporte público.

O decreto determina ainda que o Consórcio Guaicurus deve oferecer a opção de transferência de créditos para o novo bilhete, chamado Cartão Cidadão, que dá direito à integração. Segundo a Prefeitura, o prazo deve ser de 48 horas para transferir o valor.

Atualmente, a integração temporal é realizada em um período de 60 minutos desde a primeira utilização do cartão, sem nenhum tipo de controle ou identificação.

A intenção da nova regra é controlar o uso do benefício, impedindo que o passageiro empreste o bilhete para outra pessoa, que não pagaria a tarifa.

O sistema de identificação já é utilizado em Campo Grande para os casos de gratuidade, com o mesmo objetivo de evitar fraudes.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: