Novos terminais urbanos de Blumenau (SC) têm atraso de sete meses

Foto: Fabio Julio

Obras são financiadas pelo BID e terão que estar concluídas no máximo até agosto de 2019, caso contrário custos finais ficam para a prefeitura

ALEXANDRE PELEGI

Financiados com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), as obras dos novos terminais de Blumenau (SC), parte do Programa de Mobilidade Sustentável do município, estão atrasadas.

O investimento, no valor de R$ 34 milhões, faz parte do total financiado pelo BID em obras no município catarinense, cerca de R$ 130 milhões. Os custos com desapropriações ficam por conta da prefeitura e devem superar os R$ 40 milhões.

Os dois novos terminais urbanos, que estavam originalmente previstos para outubro deste ano, só devem ser concluídos em maio de 2019, sete meses depois.

A obra em estágio mais adiantado é o da região Norte, com metade dos trabalhos executados. A informação é do secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Alexandro Fernandes, segundo o site NSC Total.

O terminal da região Oeste, mais atrasado, tem apenas 18% da obra executada até o momento. O projeto foi prejudicado pelas desapropriações das áreas necessárias para a construção da estrutura. Segundo o secretário Alexandro Fernandes este obstáculo já foi superado.

O pacote de mobilidade de Blumenau é composto pelos dois terminais urbanos e outras obras de infraestrutura, como a adequação da ponte da Rua Mário Giese; a rotatória da Mário Giese com a Rua Pedro Zimmermann; o prolongamento da Rua Humberto de Campos; a adequação do trecho existente da Humberto de Campos; o binário das ruas Chile e Argentina; e a revitalização da Rua General Osório.

As obras financiadas pelo BID em Blumenau terão que ser executadas até agosto de 2019. Após esse prazo os custos terão que ser assumidos diretamente pela prefeitura, segundo informações do site NSC Total.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: