Apesar de queda no número de mortes, pedestres estão entre as maiores vítimas do trânsito de São Paulo

Dia Mundial do Pedestre, CET – Companhia de Engenharia de Tráfego, programa Pedestre Seguro, Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Dados da CET mostram redução de 15,2 % no total de pedestres mortos, com 139 vítimas nos cinco primeiros meses deste ano

ADAMO BAZANI

No Dia Mundial do Pedestre, a CET – Companhia de Engenharia de Tráfego apresentou dados que podem ser interpretados como positivos de um lado, mas ainda não muito animadores sob outro aspecto.

Segundo a companhia, houve queda no número de mortes de pedestres de 15,2% nos cinco primeiros meses do ano em relação a semelhante período do ano passado, mas, os números ainda são altos.
Perderam a vida no trânsito da capital entre janeiro e maio deste ano (o mais recente número consolidado da CET), 139 pessoas. No mesmo intervalo de tempo em 2017, foram 164 pedestres mortos.

Todos os tipos de acidente de trânsito de janeiro a maio deste ano, custaram a vida de 321 pessoas, número, segundo a CET, 9,3% menor que os 354 óbitos registrados entre janeiro e maio do ano passado.

Nos cinco primeiros meses deste ano, os motociclistas foram as maiores vítimas no trânsito de São Paulo: 141 mortos.

A CET utiliza dados do Infocrim (Sistema de Informação Criminal), da Polícia Civil, com a “mesma metodologia de estatísticas utilizada pela companhia desde 1979, ano em que teve início o trabalho de compilação de acidentes de trânsito no município de São Paulo.”

Em nota, a CET diz que a redução de mortes de pedestres deve ser tendência na cidade e atribui o resultado a medidas de readequação de tráfego e sinalização semafórica.

“No ano passado, foi criado o programa Pedestre Seguro, que está ampliando em 20%, em média, o tempo da travessia nos cruzamentos semafóricos. A CET concluiu a implantação do programa em 20 principais corredores da capital, entre elas a Av. Celso Garcia, Av. do Estado, Av. Rebouças e a Av. Belmira Marin. Além da ampliação do tempo semafórico, a Companhia também revitalizou e ampliou a sinalização horizontal e vertical e aumentou a fiscalização nessas vias para garantir o respeito às regras de trânsito e oferecer maior segurança. A previsão é que o programa seja implantado em outras 13 vias no segundo semestre de 2018.”

AÇÕES NA CELSO GARCIA:

Para o Dia Mundial do Pedestre, a CET diz que realiza ações, com mímicos e apresentações lúdicas de conscientização de motoristas, na Av. Celso Garcia, onde recentemente houve mudanças de fluxo de direção.

A companhia alega que as mudanças ocorreram para diminuir o total de atropelamentos na via, mas motoristas e usuários de transportes públicos reclamam do trânsito gerado no local.

O corredor formado pelas avenidas Rangel Pestana e Celso Garcia (trecho de 6,7 km de extensão) passou recentemente por mudanças para aumentar a segurança dos usuários, principalmente os pedestres, ganhando mão-dupla e eliminando o contrafluxo de ônibus.

 A eliminação do contrafluxo melhora a percepção do pedestre quanto ao comportamento do tráfego na via e visa reduzir acidentes. Além dessa medida, a CET aumentou o tempo dos cruzamentos semafóricos, permitindo uma travessia mais segura. A avenida ganhou também sete novos cruzamentos semaforizados, dando novas opções de travessias para os usuários da via.

 Além dessa ação na Celso Garcia, a CET espalhou 50 faixas em corredores com grande fluxo de motoristas e pedestres, como Av. Paulista, Av. 23 de Maio, Estrada do M´Boi Mirim e Radial Leste, para conscientizar sobre à importância do respeito ao pedestre. 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: