Acordo entre rodoviários e empresas do Rio de Janeiro termina em reajuste salarial de 7%

As questões salariais dos trabalhadores do transporte coletivo do Rio de Janeiro foram definidas após uma greve de ônibus. Foto: Divulgação.

Convenção coletiva foi fechada após audiência de conciliação realizada no TRT-RJ

JESSICA MARQUES

Um acordo entre os rodoviários do Rio de Janeiro e o sindicato patronal terminou em um reajuste salarial de 7% para os trabalhadores. A convenção coletiva foi fechada após uma audiência de conciliação realizada no TRT-RJ (Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região), na Sedic (Seção Especializada em Dissídios Coletivos).

O acordo foi feito nesta terça-feira, 7 de agosto de 2018, entre o Simtraturb-Rio (Sindicato Municipal dos Trabalhadores Empregados em Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Município do Rio de Janeiro) e o Rio Ônibus (Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro).

Segundo informações do portal Extra, o aumento salarial de 7% será pago em duas parcelas, sendo 3,5% retroativos a junho deste ano e os outros 3,5% aplicados em novembro.

O percentual de reajuste salarial já tinha sido acordado entre as partes em julho deste ano. Contudo, as cláusulas sociais ainda não haviam sido definidas.

Agora, o valor mínimo do vale-alimentação passa a ser de R$ 310, com desconto limitado a R$ 10.

As questões salariais dos trabalhadores do transporte coletivo do Rio de Janeiro foram definidas após uma greve de ônibus, que chegou a atingir linhas das zonas Norte, Sul e Oeste da capital.

Relembre: Greve de ônibus no Rio de Janeiro é suspensa por 24 horas

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: