Sistema de ônibus de Blumenau perde 96 mil passageiros/mês no primeiro semestre

Foto: divulgação

Queda de passageiros no sistema de ônibus atingiu 4,4% em comparação aos mesmo período de 2017

ALEXANDRE PELEGI

A redução de passageiros no transporte coletivo por ônibus vem sendo uma constante nos últimos anos. O recente Seminário Transpúblico 2018, realizado no começo deste mês em São Paulo pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos – NTU, destacou este como um dos pontos mais importantes que revelam a falta de atenção e de investimentos públicos para o setor. Em 2017, aponta a NTU, a redução de passageiros em todo país foi de 9,5% em média.

Mais cedo na edição de hoje citamos o caso de Belo Horizonte, que vem perdendo uma média de 90 mil viagens/dia no transporte municipal (relembre).

Blumenau, município do Vale do Itajaí, em Santa Catarina, com mais de 330 mil habitantes, também sofre do mesmo problema.

Dados do Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transporte de Blumenau (Seterb) demonstram que nos primeiros seis meses deste ano, em relação ao primeiro semestre de 2017, a queda de passageiros no sistema de ônibus atingiu 4,4%.

Enquanto em 2017 o número médio de usuários/mês chegava a 2.164.652, em 2018, até agora, este número é de 2.068.433.

Atualmente sob responsabilidade da Blumob, do grupo da Viação Piracicabana, o sistema recebeu algumas melhorias, as quais, no entanto, não foram suficientes para evitar que os 238 ônibus da empresa deixassem de transportar, em média, cerca de 96 mil passageiros por mês.

Em entrevista ao site NSC Total, publicada nesta segunda-feira, dia 6 de agosto de 2018, o presidente do Seterb, Marcelo Althoff, acredita ser possível acabar com a evasão de passageiros do transporte coletivo de Blumenau.

Ele afirma que novas ações serão realizadas no sistema de transporte municipal, como a inauguração de dois novos terminais, a implantação de novos corredores exclusivos nas ruas Itajaí e Humberto de Campos (incluindo o prolongamento) e a renovação total da frota, que deve estar concluída no próximo ano.

Althoff afirma ainda que é preciso informar o cidadão sobre o transporte público. Segundo ele, “muita gente fala mal sem nunca ter andado de ônibus”.

Além disso, há também o Plano de Segurança Viária, atualmente em elaboração por um consórcio internacional contratado pela prefeitura. O objetivo do Plano é integrar os controles referentes ao transporte e trânsito da cidade, unificando tudo num Centro de Operações que será montado no primeiro andar da prefeitura.

A matéria no NSC Total, no entanto, relata que a elaboração do Plano não evoluiu, e o consórcio contratado já foi notificado pela prefeitura para retomar o ritmo de trabalho.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

3 comentários em Sistema de ônibus de Blumenau perde 96 mil passageiros/mês no primeiro semestre

  1. Sistema de ônibus de Blumenau perde 96 mil passageiros/mês no primeiro semestre
    1 – Transporte publico clandestino
    2 – Qualidade dos serviços.
    3 – População economicamente ativa desempregada
    4 – Parte dos passageiros com poder aquisitivo preferem o automóvel ( conforto, ar-condicionado, som ambiente, , ) mesmo com a gasolina a R$ 4,45 / litro.
    O EMPRESARIO FROTISTA e as autoridades publicas responsáveis pelo transporte urbano precisam entender que um cidadão não pode viajar sem conforto, ônibus sujos, alguns com baratas, até carrapatos como mostrou a reportagem no ano passado. eu pergunto até quando as autoridades serão de uma tal incomPTencia que não conseguem enxergar o que eu comentei ?

    • Correção, eu não estou me referindo ao transporte publico especificamente da cidade de Blumenau, estou ” sim ” generalizando para todo o Brasil.

  2. Kkkkkk w grande parte que anda de ônibus falam mal, como eu, como querem transportar passageiros se nem cabem todos nos ônibus, aí melhor pegar um outro meio do que perder o ônibus lotado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: