Taxistas da Espanha paralisam serviços em protesto contra Uber e Cabify

Protestos de taxistas bloquearam avenidas. Foto: Manu Fernandez/Associated Press

Greve por tempo indeterminado teve início no sábado

JESSICA MARQUES

A rivalidade entre táxi e aplicativos está evidente na Europa. Os taxistas de Barcelona e Madri, na Espanha, paralisaram os serviços em protesto contra os transportes Uber e Cabify. A greve, anunciada por tempo indeterminado, teve início no sábado, 27 de julho de 2018.

O protesto dos taxistas é contra a forte concorrência e precarização do trabalho, após a chegada de empresas que realizam transporte individual por aplicativo, como Uber e Cabify.

Os motoristas de táxi também pedem a limitação das licenças VTC, referentes a aluguel de carros para condutores profissionais. O Sindicato de Táxis de Catalunha informou que a decisão pela greve foi tomada em assembleia.

Segundo informações da Agência Reuters, as paralisações foram acompanhadas por bloqueios de vias, que afetaram estações de trens e ônibus, além de aeroportos, na sexta-feira.

O Ministério do Fomento informou que convocou reuniões com as principais associações do setor. “O Ministério quer fazer um pedido de calma e solicitou que as associações de taxistas mobilizadas em Barcelona e Madri voltem à normalidade, como passo prévio e necessário para avançar até uma solução conjunta com todas as administrações afetadas” — informou o órgão, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 comentário em Taxistas da Espanha paralisam serviços em protesto contra Uber e Cabify

  1. Na Britania…o povo fecha ruas e atrapalh a logistica do Brasil…isso em primeiro mundo….aqui se vc fechar a via..vc e vagabundo, comunista e pilantra..cada um tem o governo que merece msm

Deixe uma resposta