Santos terá 32 quilômetros de corredores de ônibus

Quando prontas, as vias exclusivas devem reduzir o tempo de percurso em até 30%. Foto: Arquivo / Anderson Bianchi

Projeto da Prefeitura pretende ligar a Zona Noroeste com outras cidades da Baixada Santista

JESSICA MARQUES

Um projeto da Prefeitura de Santos, no litoral paulista, prevê a implantação de 32,1 quilômetros de corredores de ônibus. A intenção é ligar a Zona Noroeste a outras cidades da Baixada Santista.

Quando prontas, as vias exclusivas devem reduzir o tempo de percurso em até 30%, conforme publicado pelo portal A Tribuna.

O trajeto deve incluir as avenidas Getúlio Dornelles Vargas, Martins Fontes, Visconde de São Leopoldo, Nossa Senhora de Fátima, Jovino de Melo, Álvaro Guimarães e Afonso Schmidt.

A entrada da cidade recebe 12 linhas municipais e 22 intermunicipais, que ligam o município a Cubatão, São Vicente, Praia Grande e ao extremo sul da Baixada Santista.

Segundo informações da Prefeitura, em alguns trechos do corredor o uso da via será exclusivo aos ônibus. Em outros locais, o trânsito de veículos de passeio não será permitido apenas em horário de pico.

A implantação dos corredores de ônibus está prevista para ser feita em quatro etapas. No primeiro trecho, já foram feitas pavimentações de vias no centro da cidade e na Zona Noroeste. A segunda etapa prevê urbanização da Avenida Beira Rio e drenagem em alguns pontos da região.

A terceira etapa vai incluir a construção do viaduto que liga a Martins Fontes à Nossa Senhora de Fátima e, por fim, a última etapa é a ponte sobre o Rio São Jorge, conforme informado pela Prefeitura para o portal A Tribuna.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta