Após 14 ônibus e oito carros incendiados, PM de Olímpia recebe reforço de Barretos e Bebedouro

Publicado em: 18 de julho de 2018

Incêndio ocorreu na garagem da empresa BonTur, concessionária do transporte público de Olímpia.

Nesta quarta-feira, as linhas urbanas circulam normalmente, pois coletivos danificados transportavam trabalhadores rurais

JESSICA MARQUES

Após o incêndio de 14 ônibus e oito carros na madrugada desta terça-feira, 17 de julho de 2018, a Polícia Militar de Olímpia recebeu reforço de agentes de Barretos e Bebedouro, em São Paulo.

Os incêndios foram considerados atos de vandalismo e ocorreram na garagem da empresa BonTur, concessionária do transporte público de Olímpia. Os carros, por sua vez, foram incendiados no pátio da Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito).

A intenção do patrulhamento intensificado é conter a violência nos bairros Santa Ifigênia, Harmonia, Quinta das Aroeiras e Santa Fé.

Na região, os incêndios foram motivados por um suposto protesto pela morte do eletricista Everson Luis Nunes Pereira, 38 anos. O morador teria sido baleado pelo policial militar Antonio Carlos Torres, 33 anos, durante uma briga em uma boate da cidade, segundo informações do Diário da Região.

A Bontur não informou o prejuízo sofrido com o incêndio, mas explicou à imprensa que os ônibus queimados faziam o transporte de trabalhadores rurais. Os carros, por sua vez, seriam leiloados nesta semana.

Em nota, a Prefeitura de Olímpia informou que “apesar dos ônibus atingidos não serem da linha de transporte coletivo do município, o itinerário foi suspenso na noite de terça-feira, diante da situação de ameaça. Na manhã desta quarta-feira, as linhas urbanas circulam normalmente, mas podem sofrer alterações em caso de necessidade”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Deixe uma resposta